Poeira…

Poeira Pedras de ódio saem pelos meus olhos Deu-me o destino saliva em que me cuspo pelo desprezo que me tenho A raiva humana envenena-me e sufoca-me Como um estrangulador que se chama pecado Meu coração apodrece como dias que jorram as fontes Tenho pesadelos com as divisões da casa velha onde me confundo nas…