Mãos aqui e acolá

Os meus dedos percorrem as teclas com suavidade… Pedes que descreva o quanto te quero, o quanto te preciso e ainda tento… Dígito com o carinho que te tenho, acaricio-te com palavras doces, sinto que são insuficientes… Paro. Olho para as minhas mãos e sorrio… Gostas delas… Também adoro as tuas… Volto a teclar apenas…