Arquivo de etiquetas: vida

Hoje sonhei contigo…

Good morning My Lady.

Hoje acordei contigo no pensamento e no corpo também. Sonhei contigo. Sei que não te pedi permissão mas sendo eu um rebelde ninguém manda no meu subconsciente.
E que sonho!

Sonhei com esse teu tímido sorriso de lábios rosados que eu tanto gosto, com a mordida provocante e com as covinhas nessas bochechas rosadinhas.

Sonhei com os teus cabelos selvagens e ondulantes pela brisa do mar como que um conjunto de felinos belos e magníficos se tratassem.

Sonhei com os teus olhos, profundos e misteriosos, onde a perdição é um simples estado de espírito.

Sonhei com o teu cheiro… Ah.. Aroma fresco e frutado, como se uma mistura de néctar dos Deuses se tratasse, entrou narinas e de tão delicioso e estonteante senti-me a voar com esse soberbo aroma.

Sonhei com toque da tua pele. Oh, tão macia e quente, reativa ao meu toque.

Sonhei com o teu abraço e com o teu beijo. Haverá algo mais puro e apaixonado que um beijo cheio de intensidade e vontade? Abraço apertado com as mãos a circular as costas, subindo os braços e segurando na cara. A respiração intensa, o arfar profundo e os olhares pedindo sempre mais, deixando a promessa no ar que o próximo será ainda melhor.

Sonhei que fazíamos amor ao Luar, na foz do rio junto ao Rochedo dos Amantes. Melhor sitio não poderíamos ter encontrado. Ali, tu foste minha e eu fui teu. Ali consumamos a nossa tesão e desejo acumulado, as nossas vontades bem pendentes deste o primeira dia em que nos vimos.

Sabes, meu corpo deve ter reagido ao sonho pois acordei cansado mas com a mente a sorrir. Tenho a certeza que sonhei com uma infinidade de coisas que acordado imaginei que te faria, com a certeza que desta vez terá sido mais prazeroso tendo em conta que acordei cansado… Sim, não é a primeira vez que sonho contigo, apenas considero que só te devo descrever este, ficando os restantes para mim. Quem sabe um dia não te demonstre como foram?

© O Vizinho 2017 #69letras

Quem sou eu?

Às vezes gostava de não ser eu.

Gostava de ser outra pessoa.

Gostava de ser uma desconhecida.

E, na verdade, às vezes sinto-me como uma desconhecida.

Não para os outros mas sim para mim.

Sinto que me conheço sem me conhecer.

Por vezes uma mudança é uma tentativa de ser outro alguém.

Uma simples maquilhagem, uma cor de cabelo diferente, um modo de vestir alterado.

Resulta, num espaço de tempo mínimo.

Queria que me olhassem e se perguntassem: de onde vem, que histórias traz, o que pensa, o que faz, porquê. Quem é ela?

Mas quem lhes poderia responder se nem eu própria sei quem sou?

Julgo que me conheço mas será que conheço mesmo?

Daí vem a necessidade de ser outra pessoa, de criar outra identidade.

Descobrir quem sou escondendo o meu verdadeiro eu.

Mas uma mudança não oculta o passado, não muda quem realmente somos e o que passámos.

Depois apercebo-me de que todos os dias sou uma desconhecida.

Todos os dias tenho uma nova identidade.

Rio e sorrio como se fosse a pessoa mais feliz à face da Terra mas o meu coração pode estar a sofrer.

Alego estar cansada quando o que quero mesmo é correr para longe de tudo e todos.

Um simples “está tudo bem” tem oculto um complicado “abraça-me e salva-me”.

Uma frase banal carrega o mais profundo silêncio.

O silêncio esconde as mais sinceras palavras.

Isto poderia fazer de mim uma pessoa falsa. Uma mentirosa.

Mas não faz.

Apenas faz de mim humana.

E por ser humana todos julgam conhecer-me.

Mas não me conhecem.

Como podem conhecer-me sem nem eu me conheço?

Afinal…quem sou eu?

 

© Fox 2017 #69Letras

Palavras sentidas.

Uso e gasto palavras …
tão pouca gente vive de palavras e sentimentos e eu teimosa , continuo a esbanjar-las…

Queria poder usá-las, olhando os teus olhos e vê las entrar … em ti!
Ver que as sentias , que as lias , tal qual me surgem no pensamento …. para ti !

Às vezes penso , que esta falta de ti, fez-se sentir na melhor altura!

Nos últimos anos ,sentia-me “despreparada”, dizia eu …
desculpas e mania minha de achar que não conseguia voltar aceder a um sentimento que há muito me foi proibido!
Mas agora que sinto , agora que o tenho,
agora que queima e cresce cá dentro , agora que não controlo todas as sensações que me dá…
… as que me doem pela falta e saudade …
… as que me despertam a magia das borboletas e da vontade de Amar …

E agora ??!….

©My Sighs 2017 #69Letras

Colorir

Hoje apeteceu colorir mais ainda o nosso amor.
Olhei para aquela tela vazia, perfeita, fez-me lembrar os nossos momentos.

Mas para quê deixa-los vaguear na nossa mente, quando posso imortalizá-lo num quadro
Para podermos vislumbrar a sua beleza.

Admirar as cores que nos ilumina os rostos quando estamos juntos,
Apreciar as suas formas quando os nossos corpos se fundem.

Hoje pinto-nos, com as cores do arco-íris.
Com as cores do nosso amor.

©Lola #69letras

Eco

Sim, sou o eco da tua consciência,
Sim sou o eco da tua realidade,
Acorda, não desperdices os teus momentos com mesquinhices
Ergue-te e luta,

Luta pelo teu amor que se escapa pelos teus dedos,
Luta por aquela amizade que deixaste estragar por um boato
Luta pelos teus sonhos,

Sim, sou o teu eco
Não te resignes a memórias, cria novos momentos,
Não te tornes em algo que mais tarde te arrependerás

Sonha, sê feliz, vive a tua realidade
Mas nunca deixes de concretizar os teu desejos
Estende as mãos a um futuro que podes abraçar.

©Lola #69Letras

A rua da minha vida

Caminhas meio dormente pelas
ruas molhadas.
Sentindo as dores da vida…
A calçada de piso disforme ,ajuda a lembrar as tropelias e falta
de recato que deste ao corpo.
O vento que carrega o ar frio e te faz semicerrar os olhos… Continuar a lerA rua da minha vida

O beijo que me pedes…

O meu beijo em ti , tem a mesma intensidade do primeiro beijo em que te sonhei….

Pedes …
Mas o sentir de uns nunca é o sentir de outros , ou raramente é!
O meu sentir ultrapassa sempre as barreira … todas !!!

Não,não quero que me lembres nada ….
Só quero que sejas e o recebas como se não existisse nada para lembrar!
E deixa-me beijar-te, deixa-me tocar-te…
Deixa-me abusar das tuas vontades, libertar esse desejo das tuas tão intensas obscenidades…

Deixa-me soltar os arrepios que tanto escondes por baixo da pele!
Deixa-me ler-te o querer apenas nos gestos e no olhar!
Agarra-me … cede, olha-me nos olhos, uma vez que seja!!

O meu beijo em ti é sempre carregado de mim e das minhas vontades , de desejo e de querer… tal qual como te sonho ! Tal qual me sentes! Tal qual sabes que te sou!

Como torno real cada pedacinho teu que tenho ?!
Como consigo que Me olhes com desejo, sem tu sentires,sem me veres?!!
Com a vontade do meu querer-te!
E quando me olhas … o meu corpo responde ao teu chamado, a minha boca enche-se de vontade, a minha pele reage como se sentisse a tua !
E premente de desejo deslizo em ti …saboreio-te… e sinto-te vibrar ao tocar com o meu beijo a tua boca ..
Sim , consigo, sentir-te sem me veres!! E tenho-te ali no meu sonho, onde me desejas tanto quanto eu a ti!

                         Agora tu , concentra-te…
                                        lê-me nos olhos e sente-me!

©My Sighs 2017 #69Letras