Sou Put@, e que? (Parte 1)

Estou num daqueles dias mesmo caóticos. Tudo me corre mal desde que acordei. Acabei de chegar a casa e tenho de me despachar, pois tenho uma saída marcada com umas amigas. Tiro a roupa e entro para o duche. Abro a agua e: “Ahhh!” Merda não tenho agua quente. Mas que mal fiz eu para…

15 Chocolates…

Texto Erótico | M18 Estou farta de estar à espera!!! Disseste que estavas a sair há uma hora atrás quando por norma demoras 10 minutos! Preparei-me para te receber, a pele a cheirar a mel, a lingerie rendada turquesa que me ofereceste sobre a mesma! Já liguei várias vezes, e vai directamente ao Voice Mail……

Sensorial…

Leio-te… As tuas letras são música numa pauta de maestro onde apenas quem sente a tua melodia saberá o que significam… Vejo-te… És uma bela e hipnotizante pintura, de pinceladas e contornos magníficos onde apenas quem tu permites ver conseguirá decifrar esse teu olhar e brilho… Ouço-te… A tua voz é um deleite para meus…

Só mais uma vez…

Texto Erótico|M18 Chega o final de tarde de mais um dia cheio de calor. Lá estava eu a relaxar na cama de rede presa às árvores, exausta de um dia de praia, a ouvir o som da natureza. “- Queres café?” – Aquela voz não me era estranha mas eu nem cheguei lá só queria…

Doce néctar feminino…

Texto Erótico | M18 Tarde de inverno! Estou a aproveitar o sol da tarde num café pitoresco onde, eventualmente, busco inspirações…o toque do meu celular desperta-me de intensas divagações, a mensagem diz: “O texto sairá às 19h!” E, assina: Vizinho #69Letras. Logo meus pensamentos anteriores transformaram-se em seios tesos que via-se por pequenos relevos na…

Beijos suculentos.

Como posso esquecer Teus beijos suculentos Que me levaram a provar O doce prazer ao luar. Com o Tejo do nosso lado O curso só podia ter sido um: Porta aberta Vestido levantado E a tua tesão entalada. Servida a entrada Para trás ficou o céu estrelado Com os corpos em rescaldo Dançámos entusiasmados. Ficou…

Sobre ontem!

Texto Erótico | M18 Ontem, há esse tempo, havia decidido vê-lo! O desejo saltava-me aos olhos, as células, o corpo manobrava ondas de vontade! Olhei-me no espelho após fechar a presilha  que prendia a meia preta e vi cabelos negros a emoldurar o meu rosto! Minha boca carnuda, vermelha do batom que acabará de acarinhar…