Arquivo de etiquetas: tristeza

Acabou…..

Acabou!…
Não podemos continuar neste impasse.
Fazes de mim gato sapato, usas-me como se de uma
peça vestuário se tratasse.
Chega!!
Amo-te. Mas esta relação de amor/ódio não vai terminar bem.
Nos dias em que as coisas te corre bem, és um excelente amante,
amigo maravilhoso, fazes-me sentir uma mulher bonita, desejada.
Mas quando os dias sombrios te assolam, viras um ” cabrão”,
tratas-me com desdém, como se fosse uma mulher de esquina.
Procuras-me só para descarregar a tua raiva.
BASTA!!!
Não sirvo para ser despojo de  ninguém, muito menos de alguém que não me valoriza.
Não sirvo de saco de boxe.
Queres libertar essas energias, vai para um ginásio,
pratica desporto, procura-te.
Busca em ti mesmo o que realmente queres desta relação.
Porque o único desporto, que algum dia poderás ter comigo,
será saber me amar, respeitar como mulher, amante e amiga.
Amo-te e sei que te vou amar sempre.
Sei que não podemos, nem devemos mudar ninguém, que temos
de aceitar como todos os seus defeitos, se gostamos
se amamos.
Mas sei que neste momento, nesta relação é só um amar.
Eu…
Liberto-te deste meu sonho, chegou ao fim.
Mereço ser feliz.
©Lola 2017 #69Letras

Dor

O que custa mais que tudo nesta vida,
Nesta passagem térrea é vermos quem nós amamos sofrer, e estarmos de mãos atadas
O que doí, é sofrer em silêncio,
Ver que recusam conforto, fecham-se a tudo e a todos.
Saber que podem sempre contar uma mão, uma palavra amiga, um ombro para amparar,
Mas no meio daquela raiva, qualquer gesto
Que faças, qualquer palavra dita
É recebida como um insulto, distorcida da verdade.
Compreendes, mas ficas magoada,
As palavras injustas proferidas, arrancam-te o ar, a tua alma
É como se tivesses sido apunhalada no coração.
O teu coração escurece,
fica duro como uma pedra.
O teu sofrimento torna-se num muro
Numa defesa impenetrável.
Poderão arrepender-se, poderás perdoar
Mas naquele canto vai existir sempre
Aquele vazio
©Lola 2017 #69Letras

Na penumbra…

 

De que vale deixar o meu sol brilhar
Se não sou apreciada por isso.
De que vale deixar os meus raios tocarem
Em quem eu acho que merece
Para ser tapada por uma névoa negra, que teme o meu brilho e tenta sobrepor se.
De que vale tentar de novo, se o mesmo
Obstaculo mantem-se à frente, impede-me
Que volte a brilhar, que volte a dar alegria.
Deixo-me ficar na penumbra,
no limite do horizonte,
No meu canto, diminuo o meu brilho
Ou até mesmo deixá-lo extinguir.
Observo, a escuridão destruir o que dantes
Era belo,
O poder que ela exerce, brilha mais que os raios solares,
Ultrapassa tudo e todos.
Glorifica-se por atingir o que um mero brilho
Não consegue.
Despreza o brilho afirmando que é um grão insignificante, que é algo que esquecem
Mas ela escuridão é majestosa, respeitada.
©Lola 2017 #69Letras

Vazio mantem-se….

Sinto um vazio… Não sei explicar…
Só queria estar envolvida nos teus braços a noite toda.

Não precisamos comunicar, bastava só os nossos corpos e olhar.
Só quero sentir o teu conforto.

Sinto-me segura aninhada no teu peito.
Perco me nos meus pensamentos.

Fecho os olhos e vejo-nos longe de tudo o que nos faz mal. Mas felizes..
Mas o vazio mantêm-se…,

O vazio no meu coração à espera de voltar a ser preenchido com o teu amor.

 

©Lola 2017 #69Letras

 

Sorrir

Questionaram-me porque não sorrio mais.
Tem alturas que respondo que não tenho motivos para sorrir,
outras porque nem todos merecem o meu sorriso sincero.
O meu sorriso é como o meu olhar,
transparente, transmite tudo o que sinto,
não sei disfarçar.
Para quê estar sempre a sorrir, para depois
a vida ou alguém, faz desvanecer toda a alegria e torná-la
amarela, seca.
Sim, a tristeza tem cor, assim como a alegria.
Adorava poder estar sempre a sorrir para o mundo,
mas não consigo.
O mundo é cruel comigo, porque tenho de estar sempre a sorrir?
Não merece a minha alegria.
Não merece o que tenho para dar.
©Lola 2017 #69Letras

Sinto-me Fraca

Sinto me fraca quando devia ser corajosa
Devia ser forte mas esmoreço quando não estas
Não devia de ser dependente de algo que não vejo,
mas derreto me por aquele olhar
Sinto me a ferver ao teu toque quando devia ser fria, imune.
Devia de fugir do que me fazes, mas a cada dia sinto me atraída como um íman
Não deveria ter fome, mas e no teu corpo que me sinto satisfeita.
Não deveria te amar, fazes me mal,
mas a forma como me dominas, supera qualquer vontade.

#Lola 69Letras® 26.02.2017

Verdade ou farsa

Já não sei o que é verdade e o que é mentira
As palavras tocam-me no coração, parecem sinceras
mas da boca dos outros soam-me a farsa.
Vontade de desistir de tudo, mas por outro lado 
não te queria perder.
Fazes-me sentir bem, esquecer tudo o que me rodeia
Não sei o que o futuro me reserva, não sei o que fazer
Se ficar quieta no meu canto e ver no que vai dar ou 
jogar-me de cabeça e por momentos ser feliz,
mesmo sabendo que irei sofrer mais tarde.