Eu, ele e o gengibre maldito.

Oiiii giraças e giraços como vai isso? Tudo em cima? Pois é esta semana andei aqui a matutar comigo própria sobre o que iria escrever visto que eu já escrevi de tudo um pouco e[…]

Continue reading …

Rendição de Lilith, parte 2

M18/Texto erótico  A ponta da língua que brinca com os meus mamilos, vergastadas de um flogger no meu estômago ao de leve, um Strap entalado em mim que se manifesta inesperadamente em estocadas cada vez mais[…]

Continue reading …

A rendição de Lilith

M18/Texto erótico   Hoje entrego-me às vontades alheias do meu submundo. Criaturas da noite anónimas que fazem as minhas delicias. Entro no clube restrito usando somente uma gabardine, um cinto de ligas, saltos altos e[…]

Continue reading …

Teu sangue, meu prazer.

M18/Texto erótico    Mais uma noite que se anuncia fria. E eu gosto assim. Procuro em rostos comuns aquele que eu perseguirei esta noite. Eleger a presa requer perícia e paciência. E hoje apetece-me ratos[…]

Continue reading …

Com a Lilith não se brinca

M18/Texto erótico -Dona Lilith, importa-se de chegar ao meu escritório. -Sim. Após a nossa sessão de sexo no carro as coisas voltaram à normalidade. Quer dizer pelo menos para mim. Os olhares intensos e faltas[…]

Continue reading …

Para baixo, rapaz!

M18/Texto erótico   Aborrecida na fila do banco. Olho para as outras pessoas que me circundam e não vejo nada. Cada olhar mais insipido que outro. Sem conteúdo. Até que olho para trás do balcão[…]

Continue reading …

Ordeno que domines

M/18 texto erótico    Hoje quero algo diferente. Sentir na pele o peso de um toque mais duro. Entregar meu corpo à satisfação alheia para variar. Sem me preocupar. Sem pensar.  Sómente sentir. Espicaçar sentidos! […]

Continue reading …