Deixas-me louca

Poderia cobrir o meu corpo, não fossem as tuas mãos despindo preconceitos antigos. Agarras-me pelo quadril. Já sei ler os teus olhos. Comprimes-me contra ti, suave, carinhoso, mas empolgante. Eu desço. Sei que gostas da minha boca como eu gosto do teu sorriso de prazer. Pergunto porque te ris. Eu sei a resposta e tu…