Arquivo de etiquetas: toque

Faz de conta

12301499_1630795010499563_2651794885618535884_n

 

Como-te..
Mordo-te..
O lume e o queixume
o picante alucinante…
achei que cheirar-te era pouco
como-te…
talvez não consiga
o toque em braille
chega!
cheiro…
Toco
Como-te de faz de conta…

Ela

Adoro como cuidas da tua menina e a ___________ como a mulher que é.

eff20a54f8f5f71abcda1baff6c7a32b

 

De pequenina já não tenho nada, nem no corpo nem na idade, só em algumas partes da mente e no coração.
Mas tu com essas mãos grandes e másculas maiores que o meu rosto, acolhem-me e protegem-me.
Gosto tanto como o teu toque no meu corpo me transforma numa menina e como no teu olhar me vês mulher.
Impossível não fechar os olhos quando descansas a tua mão no meu rosto, impossível não desconcertar quando soltas os teus dedos no meu corpo. Gosto como o meu acentuado rabo desaparece quando o agarras.
Adoro como cuidas da tua menina e a fodes como a mulher que é. Sou.

A Vizinha

Fotografia: Via Pinterest

Foi uma voz que te chamou e levou,

 

 

11755275_10153049878252683_3725143559094355408_n

Na fotografia: Jared Leto
Eu vi-te!
Foi o que a tua mão disse quando na minha tocas enquanto por mim passas.
Nao vás!
Disse-te eu quando seguro o teu toque.
Quero ficar!
Disse a tua mão quando me devolve o toque.
Desejo-te!
Disseram os nossos olhos.
Já!
Gritaram os teus passos enquanto me guiaste até à arrecadação.
Uau! Que fogo é este?
Perguntaram os nossos lábios enquanto se esfregavam e uma batalha decorria entre línguas.
Mmmm!
Exclamaram os teus dedos quando descobriram as minhas cuecas já carregadas de desejo.
Quero!
Afirmou as minhas mãos a segurar a tua tesão.
Foi esta a urgência de nós termos JÁ!
Foi uma voz que te chamou e levou, foi o meu corpo desnorteado descontrolado e por saciar.
Foi o primeiro sonho neste registo que por ti tive e é este mais um motivo a juntar a outros tantos para te querer.
A Vizinha

Contagio-te com esta vontade

6c84b7ad024ad26742452520f3fc5eb1

 

Contagio-te com esta vontade, faço-te derreter com palavras de desejo, respiro fervura… aqueces e deixo-te duro, não existe brandura… ferves aí longe de mim, desinquieto a mesma luxúria que em mim provocas.
Enlouquecemos os dois, amaldiçoamos a distância e agarramo-nos às palavras sentimo-las a lamber-nos a pele com candura e penetrar-nos lentamente e bem fundo… respiras-me devolvo-te em suspiros… este meu corpo agita-se, as pernas abrem-se como que prontas, fecham-se porque não sentem o meu toque este desejo tem vontade, tem a tua, reclama-te, ferve… ferve… e espera que o expludas!!

Não é para curiosos.

 

Na fotografia: Khloe Kardashian

khloe-kardashian-complex-today-150728-tease_43b9b43c07f232154eed6cb4996fffaf.today-inline-large

Deslumbras-te.
Segue-nos na nossa página do facebook!
Queres entrar e fazer parte da minha loucura, chafurdar no meu mundo.
Impões-te, forças a tua presença numa persistência que me soa a idiotice.
Porque tentas entrar, senão me vais conseguir tocar?
Porque te deslumbras com uma mente pela qual não conseguirias conviver diariamente? Não te vou deixar espreitar para satisfazeres a tua curiosidade ou a excitação que antecede a novidade. Vais ficar aí, por tempos infinitos a tentar espreitar pela fechadura.
Para pertenceres ao meu mundo, tenho de te escolher.
Tens de me tocar.
Sabes? A coisa é que este tocar não é visível ao toque… é coisa de alma, de loucos.
Não é para curiosos. Para quê entrares se não vais saber como ficar?

Pudesses ser tu a toalha que me toca

365936cdef6885079a76e5c0a0ecab58

Clica no link e acompanha-nos no facebook!

Pudesse esta toalha com que me sirvo para enxugar a pele ser as tuas mãos a percorre-la agora cheirosa pronta para que a voltes a manchar.
Pudesse esta toalha macia ter a firmeza do teu toque a massajar este corpo fazendo evaporar com o fogo que emanas estas gotas que por mim escorrem.
Pudesse o teu nariz inspirar cada poro da minha pele perfumada com a loção de mel que tanto te deixa de água na boca.
Pudesses estar aqui a secar a minha pele e este desejo que tenho entre as coxas.

Tu queres provocar o caos dentro de mim

1884a13a6ae852f34b2acfc64b7522ed

Despida avanço em direção ao penhasco e lanço-me no vazio enquanto o ar se desvia para eu passar até pousar no teu colo e juntos entramos no teu santuário onde pregas o pecado.
Com ternura deitas este corpo nú no altar e contemplas-me como se tivesse sangue divino.
No ar o cheiro das velas ocupa lugar e é sob o fogo que as consome que me apresentas aos teus súbitos.
Estendida, memorizas a textura da minha pele na ponta dos teus dedos e a tua fome aumenta ao toque, os teus lábios soam a gula, o teu olhar ferve e as tuas calças estão prestes a rasgar.
Tu queres provocar o caos dentro de mim, e o meu ventre aclama para que o tomes.
Os teus súbitos foram a nossa plateia e o teu altar o cenário que durou até a cera derreter.
Atirei-me do penhasco, porque é no teu mundo que o meu sangue desperta.