Arquivo de etiquetas: sorriso quente

Sonhei que estava deitado debaixo de um castanheiro e o sol batia em meu peito…

12400918_1646502252262172_6332688166430199963_n

 

Entraste era já madrugada, nem bateste e nem sequer pediste para entrar, vieste de mansinho e sossegada no meu sonho vieste te aconchegar. Acordei e sorri, daqueles sorrisos quentes, acendi a luz mas como á luz não te vi, tapei me novamente e esperando por ti adormeci. Sonhei que estava deitado debaixo de um castanheiro e o sol batia em meu peito, e no edredão enrolado a sonhar semi acordado, da almofada fiz teus lábios primeiro e do edredão o corpo e o teu jeito. Nessa madrugada em que me perdi, em que tu tomaste conta do meu sonho como sendo teu, medusa petrificaste o meu coração quando te vi e dos meus braços criaste morfeu. E ali fiquei desperto a tentar vislumbrar no meio do breu, corpo semi nu descoberto no meio da escuridão a pensar se seria apenas um sonho liberto ou pura imaginação. Não mais voltaste a entrar, apesar de dormir agora de porta aberta, não te queria ter presa no meu lugar, mas ter te disponível e liberta de quando quisesses a tua casa voltar. Agora fecho sempre a porta ao deitar, mesmo que venhas ou não, no meu sonho, sempre terás o teu lugar apesar de empedernido meu coração.

O Inquilino