Arquivo de etiquetas: soltar

Deixa arder esse fogo que guardas dentro de ti

Queima…

Deixa arder esse fogo.

O fogo que guardas dentro de ti.

E que te queima.

Alimentado pelo desejo que te inflama o corpo.

Ateado no âmago da tua alma.

Liberta-o.

Concede-lhe o prazer de uma dança flamejante.

Emana a chama que há em ti.

A labareda quente que és.

O calor que tens.

A tua essência.

Deixa que te toquem.

Que explorem o teu corpo.

Que encontrem esse tórrido desejo que te consome.

E que libertem o fogo.

Tu não és apenas uma chama.

Uma chama que não se permite incendiar.

Uma chama cativa do seu próprio calor.

Uma chama que desvanece num fio de fumo.

Não. Tu não és apenas uma chama.

Tu és fogo.

O fogo que se despe num beijo escaldante.

O fogo que enfeitiça as fagulhas perdidas.

O fogo que se converte num ser intenso.

Liberta esse fogo.

Liberta-te.

E queima.

© Fox 2017 #69Letras


Segue o teu coração

12573665_1545598345757706_49436790219590041_n.jpg

 

Se lhe desse rédea solta… Ui onde é que ele a esta hora já estaria! O oferecido jogar-se-ia nos braços dele e iria desfazer-se em saltitantes batimentos despojados de discernimento e crédulo pelo inocente sentimento.
Sei bem por quem o meu coração chama mas ainda assim faço ouvidos moucos e tranco-o a sete chaves. Ele revolta-se e contorce-se dentro do peito, aperta-me e faz-me sentir incompleta mas de nada lhe adianta.
Bem pode gritar espernear e sangrar, mas alguém tem de o chamar à razão. Sim ele palpita pelo novo amor, está entusiasmado, mas ainda é assombrado pelo velho amor.
Temo que este coração será sempre adolescente como o velho amor o foi, mas ele tem de ter calma e resolver-se. Arrumar toda a bagunça e depois sim, será solto e livre para tornar a amar.

Coração.
Razão.
Nunca sós.
Precisam um do outro.

© ?Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2016

vem provar o que andas a evitar a todo custo

1044555_1639547012957696_5500011597286813952_n.jpg

Monta-me até o sol se pôr,
anda vem, só prazer e dor.
Deixa-me libertar e fazer-te viajar,
Pôr a tua imaginação no auge e obsecada,
aguardando penetrações sem fim sua depravada.
Mas é isso que me deixa louco,
o teu lado solto e nao é pouco.
Anda vem!
Deixa-me foder-te o corpo até o sol nascer,
libertar as nossas almas deste desejo e querer…

O que ainda esperas? E porque desesperas? Sou tua fera por isso anda-me soltar,
vem provar o que andas a evitar a todo custo
e pergunta a ti mesma se ainda achas justo.

CJah