Arquivo de etiquetas: sobreviver

Desvaneios Parte III

Desvaneios de Lola
Tornaste mulher aos 12 anos, descobres-te.
Aos 16 começas a exibir as tuas formas, começa os namoricos e perdes a virgindade.
Aos 18 o teu corpo de mulher fica formado e a tua vaidade aumenta.
Aos 20 pensas em terminar os estudos, arranjar emprego e já tens um namorado certo.
Aos 28 com um emprego estável e o namorado propôs noivado, sentes-te feliz,
a tua vaidade de agradar o noivo, aumenta.
Aos 30 vives um dos momentos únicos da tua vida, o casamento.
Formas uma família, vives momentos de amor, paixão, do qual resulta
o fruto da vossa união. A extensão da familia, o vosso futuro.
Dedicas parte dos meses, anos, ao fruto da vossa união.
Chegas aos 40 e deixas de te aperaltar, deixas de seduzir o teu parceiro.
Perdes as tuas formas, deixaste envelhecer.
E, esqueceste de ti, esqueces a tua vaidade.
Todos os dias vejo mulheres diferentes e pergunto-me,
porque será que as mulheres solteiras, algumas divorciadas e viúvas,
mantêm a sua vaidade, elegância e aparência jovem.
Sabem se cuidar, ao contrario das casadas com filhos,
que acabam por se desleixarem.
Perdem o brilho do que eram, e deixam as relações arrefecer.
Como mulher, sei que todas nós temos a nossa beleza natural,
todas gostamos de nos sentir bem, desde o vestir até à nossa forma fisica.
Questiono-me porque, o desleixo?
Porque a falta de interesse em si próprias.
LOLA #69Letras

veio1

12987088_1686369578275439_5796660740347803378_n

O que nos faz brilhar….

12417511_1681526255426438_8812930528677199971_n

Tem alturas que te olhas e pensas… Esta não sou eu.
Perdi o brilho da juventude, a alegria.
Não..
O que vês é alguém que amadureceu e vive a vida de forma diferente,
o brilho mantém-se, nós é que o encobrimos.
Mas haverá sempre alguém que o fará vir à tona.
Ai voltamos a rejuvenescer de novo.
O que nos faz brilhar é o amor.
Esse sentimento inatingível, que poucos alcançam e muitos nem chegam lá perto.
Um sentimento que está sempre à nossa volta e que nos faz sempre jovens e brilhantes.

Abram os olhos, abram a alma e deixem-lo entrar sempre nas vossas vidas.

LOLA #69Letras

Que amor sobrevive por meio do egoismo?

image

Recordo aquele amor como recordo uma história, lembrança de um sentimento, mas hoje já não fere ou inflame. É uma passagem, uma história, uma no meio de tantas outras já vividas.
Se vivi, faz parte de mim!

Lembro-me tão bem daquele amor que em tempos me transformou numa super heroína. Era vê-la incansável a mover montanhas a bater o pé tal bandeira hasteada a reivindicar que nada a demovia de amar aquele homem. Vieram as gárgulas, as sereias matreiras, as bruxas com as garras de fora e os ogres, mas ela derrubou-os e a cada combate mais forte se tornava aquele amor. Era ele o meu proposito, a minha criptonite mas também quem me nutria.
Ela virou costas a tudo o que era contra o que o seu coração pedia, como se o seu coração apenas batesse devido à força daquele amor.
Foi assim durante infinitas temporadas, foram as batalhas cada vez mais cortantes, a força dela já não chegava porque ele nunca vestiu a capa. Que amor sobrevive por meio do egoismo? Que amor prospera quando não é regado? Amor dúbio que destrói qualquer coração adornado de sentimento.
E foi assim, como seria de prever que aquele amor dos velhos tempos forte e destemido pronto para enfrentar a fúria, com o tempo tornou-se débil. Pobre furação que se dissipou, perdeu a energia e murchou.
Ela tirou a capa e nua em frente ao espelho lavada em lágrimas decidiu ser a sua super heroína. Ele… bom, ficou com saudades dela!!!

?A Vizinha

?A vizinha #69Letras

viver sem a tua presença

28eb3a0af28323c660995ee4ca652021

 

Que saudades eu tenho de me quando me embriagava com o teu sorriso entorpecia com os teus beijos e enlouquecia com os nossos desejos.
Um ano se passou e como uma alcoólatra ainda me encontro em fase de recuperação. Está difícil sobreviver ou melhor viver sem a tua presença. Muitos são os momentos que parece ser impossível acostumar-me a um caminho sem ti… longos são estes dias em que sei que te tenho de te esquecer e um longo caminho ainda a percorrer.

Entende meu amor, é impossível suportar ser tua por inteira e ter-te aos bocejos.

image

De todos os sentimentos o que mais gostei de sentir foi aquele que me provocaste.
Tu chegaste mais longe que qual outro, aliás anulaste todas as memórias que tinha, e marcaste-me com as nossas.
Tu dominaste o meu corpo, a minha mente e a minha alma só te restou ficar para seres ‘o tal’.
Eu poderia suportar a tua ausência e a tua vida sombria cheia de perigos caso a minha respiração não dependesse de ti, ou o meu corpo não precisasse da tua presença para sobreviver.
Entende meu amor, é impossível suportar ser tua por inteira e ter-te aos bocejos.
O que despertaste em mim, trouxe-me vida desde o momento que me fizeste tua.
Amor sádico, tão intenso, tão animal, tão puro, tão bom!
Gosto de discutir contigo e sentir o sangue fermentar entre a pele, gosto da tesão com que ficas sempre que sou insolente, gosto quando me possuis e declamas que sou tua, gosto quando me fodes com vontade de rasgar a minha pele de modo a diminuir o espaço entre as nossas almas.
Vou ter saudades da beleza do meu nome na tua boca.
Vou ter saudades do teu olhar que me despiu tantas vezes e me fez cair a teus pés.

?A vizinha #69Letras