Arquivo de etiquetas: short story

… o jantar fica para depois!

Texto Erótico|M18

Encosto-me na ombreira da porta a ver-te a cozinhar nem das conta de tão compenetrado que estás. Vestes umas jeans e a camisa está fora das calças, teus pés estão descalços em contacto com o chão sei que se pudesses trocarias o azulejo por um tapete de relva…Homem livre e descontraído. Sorrio pela visão e só desejo que sejam eternos os dias em que estou ao teu lado. Sorrateiramente aproximo-me de ti encosto o meu peito nas tuas costas e abraço o teu, respiro fundo memorizo o teu cheiro e sentes o meu peito expandir-se contra o teu corpo… Desaperto a camisa abrindo caminho para que as minhas mãos viajem no teu corpo. Adoro sentir-te…

Tu sorris… já me sabes assim… sempre desejosa para mais, apressada sem querer esperar para depois do jantar.
Sussurro um ‘quero-te’ no ouvido e beijo-te o pescoço, minhas mãos descem pela tua barriga, desaperto-te as calças e liberto o teu s3xo já… Não resistes aos meus avanços também queres sempre um pouco mais… toco-te assim e páras o que estavas a fazer…
… o jantar fica para depois

© ?Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2015

Ponto fraco

355df89bcc8f0819b40e48439012a8b5

 

Foi a tua boca que tomou conta do meu ponto fraco e acredita que é por isso que tolero e aceito este teu vai e vem e entra e sai da minha vida, podes continuar a ir e a vir, entrar e sair que o meu coração não quer nem saber mas é o meu ponto que pede por ti. Entre as pernas choro saudades por isso é um alivio quando voltas apesar de pensares que te aceito porque me cantas a canção do bandido quando nem oiço metade das tuas palavras. És um bom orador para dares à língua entre as minhas pernas, mas não para os meus ouvidos.
Desconcertas-me quando te ajoelhas no chão e não é para rezar mas para me deliciares com a tua língua entre as minhas coxas.
O meu vicio são os teus beijos sugestivos nos meus lábios que me fazem antever a excitação de te ver cair de boca no meu sexo. E é por isso que te deixo brincar ao vai vem, não porque gosto de ti, mas porque adoro o teu talento oral!

 

A Vizinha