Arquivo de etiquetas: sex shop online

No horizonte avisto o inverno… mas podemos fingir que ele não vai chegar?

Estou em pânico porque sei que o que mal começou logo logo após eclodir irá terminar. Estou tão farta de fins e de fugir. De partir e não olhar mais para trás ou então de ver partir… e tu? Continuar a lerNo horizonte avisto o inverno… mas podemos fingir que ele não vai chegar?

15º Passatempo – “O amor está no m(ar)”

A página 69 Letras em parceria com a marca Aubaci tem 1 body triquini para te OFERECER

 

“O amor está no m(ar)”

 

BODY CR-4037 PRETO POR CHILIROSESHUNGA EROTIC ART          

OFERTA no valor de 21,95€

Continuar a ler15º Passatempo – “O amor está no m(ar)”

Todos os dias à mesma hora cá estamos nós.

Estranho…

Mexo o café na já habitual varanda, está a chover e já sei que não posso esquecer o chapéu de chuva e de calçar botas; o senhor Domingos no seu casaco vermelho passeia o Boris o seu fiel amigo. Todos os dias à mesma hora cá estamos nós.
Mas alguma coisa está diferente, torno a mexer e a remexer o café e inspiro profundamente este divino aroma. Mmmm! Volto a olhar para a janela. Sim. Algo mudou!
Continuo a rodopiar a colher no café e descubro-me com saudades de quem virtualmente beijei e desejei boa noite com aquela sensação que poderia estar aqui a amanhecer comigo…

Estranho-me…
Entranhas-te…

E divago… O meu pensamento tira-te de onde estás e sinto-te do meu lado. Fecho os olhos e imagino-te a beijar o meu pescoço dando-me os bons dias…!
Bebo o café
Saboreio os lábios
e sorrio.

Não foi real mas adoçou o meu amanhecer.

 © Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2016


Obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas! 69 novas formas de prazer!

Regista-te em www.aubaci/69letras

Faltavas-me

| M18 | Maiores 18 |

Faltavas-me e eu disse-to. Precisava desse sentir que tu me dás, dessa viagem onde me levas cada vez que me pegas..
Eu sei que devíamos parar, devíamos saber regressar ao ponto em que não nos sabíamos tão intensamente um com o outro…. Mas não resisti….
E desta vez tu não resististe…. E a urgência tomou conta de nós e foi nessa pressa que nos encontramos.
De novo, as pernas tremiam, tremia toda, de antecipação…. Abriste a porta….
“Olá! Como estás?”
“Estou bem… Perdi-me….” e ia começar a falar sem me calar quando me afogas num beijo dos teus….

Um beijo desses que me levanta do chão, que me atravessa o corpo e me vira do avesso. Não é preciso mais nada… Mas havia mais…. Sabíamos… Sabemos sempre que nós os dois juntos temos como limite o desconhecido…
Senti que sentiste o plug que trazia posto, preparando terreno. Pegaste na minha mão conduzindo-me às tuas collants…. Bolas…. Bolas…. Ele estava de collants e eu senti-me arrepiar de desejo imenso…. Senti-me inundar de golfadas quentes, de perversidades….

Sem descolarmos as bocas, os corpos, as nossas mentes já se perdiam nesse momento…. Não sei dizer a força com que nos sentimos, eu e tu. Nesse dia, como em todos os outros…. Os corpos sabem-se, as tuas mãos conhecem-me, a minha boca sorve-te duro por cima das meias, babado, esticado, quente…. As nossas peles são uma onda de prazer indizível e as nossas almas elevam-se a outra dimensão…. Sempre…. Essa dimensão onde a dor não dói, onde cada toque, cada palmada, cada investida, cada lambida nos sabe a mais um degrau que subimos ébrios de adrenalina….

Ajoelhei-me. O membro duro, apertado nas meias transparentes, o desejo pingando, …. Esfreguei a minha cara, os lábios, acariciei-te e e volto em collants enfiei o teu pau imenso na minha boca, até onde pude, ….  Agarraste em mim, não podias tudo o que querias mas quiseste com insano desejo tudo o que podias …..  Sabemos… Eu e tu… Que não podemos voltar atrás….
E o desejo não passa… Desejo de ti, desejo de mim contigo, nessa dimensão que só nós sabemos, onde soltamos amarras e falamos calados….
Somos loucos…

E loucos, eu e tu,  somos um.

© Marie 69 Letras® 01.06.2017

 


Aqui encontras mais do que 69 formas de te satisfazeres e ao teu parceiro!
Envios em 24h e 100% discretos.

https://www.aubaci.com/69letras

Webshopping é tão absorvente…

Saltei da cama hoje cá com uns apetites de fazer limpeza de Primavera… Pois! Arrastei-me pelo chão até ao aspirador e cá vai disto!
Armários para frente, cadeiras para cima e sofás tombados! Continuar a lerWebshopping é tão absorvente…

Ilumino-te. Apagas-me. Acendo-me e roubas a luz.

O único pecado que existe é não estares ao meu alcance, como poderei eu saciar-me se não te tenho aqui onde és preciso?
Preciso-te para que me preenchas com os teus pedaços de homem trágico. Luz todos a temos, mas quantos de nós entram no quarto escuro da alma em que habitamos? E desses quantos, quantos são os que o partilham ou se deixam visitar? Adoro-te por isto! Pela porta que me abres, onde rompo por ti a dentro e instalo-me na noite sem estrelas onde resides, bruto, liberto, nessa mártir que me seduz onde alberga a minha luz. Continuar a lerIlumino-te. Apagas-me. Acendo-me e roubas a luz.

Eu gosto é daquele amor que me desafia, mexe e remexe, sacode e agita, e faz o meu sangue borbulhar entre as certezas e incertezas, assim és tu, detentor das minhas emoções, quente chegada e fria partida. Tão depressa me enches de luz como me deixas vazia sem ela. Poderoso domínio, meu fascínio minha condenação.

Continuar a ler