Arquivo de etiquetas: sensualidade

Tempos de Verão e vaidades

 

Pensar no Verão é pensar em corpos vestidos de muita pele…
Tempos em que se distingue bem a beleza e a vaidade.
Gosto da beleza que sobressai por si mesma…
Gosto de mulheres que me fazem delirar com o que não mostram…
Gosto de corpos que com os jeitos prometem certezas…
Gosto das faces que aquecem como o sol…
Gosto que me provoquem com o que não se vê…
Gosto do que se esconde sem conseguir a um olhar mais atento…

©Read Mymind 2017 #69Letras

Desejos Negros

TEXTO ERÓTICO M|18 🔞🔞🔞🔞🔞🔞
Desejos negros é aqueles que eu hoje tenho,
Vestida para matar,
Vestida para dominar,
Sim, hoje quero-te levar ao limite e
quero que me faças alucinar de prazer 
De prazer contínuo,
Quero ouvir-te implorar para te cavalgar
sobre o teu elo,
Quero-te a gritar quando tiver atingir o orgasmo,
E as minhas unhas cravadas no teu peito.
Quero fazer de ti meu animal de estimação,
Vem!, Subjuga-te em cima de mim, 
Saboreia cada parte do meu corpo, 
Arranca-me uivos de prazer,
Morde-me os mamilos, faz-los ficar espetados e rijos,
Chupa-me o meu monte de Vénus,
Brinca com o meu Clitóris,
deixa-me sentir essa tua língua quente e húmida,
Isso!!!! Sim!!! Faz-me vibrar, 
Dá-me esse membro ainda erecto,
Introduzo-lo nesse vulcão em erupção,
Rasga-me toda, faz-me explodir
Bem fundo!! 
Grito quase atingir o meu limite,
Ordeno-te que atinjas o teu também,
Tentas me negar esse prazer,
Puxo-te para mim, mordo-te o lábio de desagrado,
Beijo-te sofregamente e cravo de novo as minhas unhas,
mas desta vez nas tuas costas.
Oiço-te gemer. Adoro!!!
Dá-me mais tesão!
Movimento os meus quadris de forma a contrariar
a tua vontade de me satisfazer.
Sou bem sucedida, oiço o teu grunhir de êxtase, 
em uníssono com o meu uivar.
Deixo o meu sorriso de diabinha surgir.
Desafio concretizado.
Deixo-te na confusão da cama, dispo-me lentamente,
vejo-te ainda a olhar para mim como um animal esfomeado
Provoco-te e sei que não resistes.
Dirijo-me para o duche e oiço os teus passo de cordeiro
atrás de mim.
Agarras-me na cintura e jogas-me contra a parece do chuveiro,
Vamos para outro round, 
Só que desta vez a dominação é tua…
©Lola 2017 #69Letras

Proibido

Havia um sinal de sentido em frente aos meus olhos.
E eu não hesitei.

Avancei, sem pensar nas consequências.

Se sabia que não devia?

Sabia. Mas não queria saber.

O desejo fervilhava nas minhas veias, o teu perfume inebriava-me os sentidos.

O teu riso malicioso, enquanto me sussurravas ao ouvido tudo o que eu queria sentir, era o íman perfeito.

Empurrei-te para o sofá, o copo de vinho que seguravas voou pela sala e partiu-se em mil pedaços.

Tal como o meu controlo.
Beijei-te.

O sabor de um beijo proibido, envenenado pela adrenalina, embriagado pela luxúria.

Agarraste a minha cintura com força e puxaste-me contra o teu corpo quente.

Os teus lábios deslizaram pelo meu pescoço, deixando o aroma do perigo penetrar na minha pele.

As minhas mãos puxaram-te a camisa, fazendo saltar os botões, revelando o teu peito másculo.

Quis fazer-te sentir as minhas unhas, deixar a minha marca no teu corpo.

Mas não podia.

Era proibido.

Olhaste-me nos olhos antes de me agarrares os seios.

A malícia dançava no teu olhar.

Beijaste-me, como se o amanhã não fosse existir.

Entregámo-nos ao desejo.

O amanhã iria existir.

E tudo isto continuaria a ser proibido.

Mas ela…ela nunca irá descobrir.

© Fox 2017 #69Letras

 


Sexo após os 40

  • Se acham que na adolescência, quando chegam aos 20, aos 30 são os melhores momentos da vossa vida, que gozaram o que poderiam gozar. Digo-vos que estão redondamente enganados.
É a partir dos 40 que sabem o que é viver, divertir, saber amar e ter as melhores relações sexuais.
Essas fases todas que irão passar, são fases de aprendizagem, de se acharem e construir quem voces se tornarão.
A melhor coisa que me aconteceu foi chegar aos 40, olhar no espelho e ver uma mulher madura, confiante de si mesma e jovem. Mais jovem do que quando tinha 20A.
Ciente do quero e como quero, com quem quero estar e quem eu quero amar.
Enquanto os mais novos se preocupam se estão mais magros ou mais gordos. Se lhes apareceu borbulhas, ou o primeiro cabelo branco. Eu esqueço o meu peito descaido, a minha barriga grande depois duma gravidez. Preocupo-me em manter-me em forma fisica, estar saudavel. Ver me nua ao espelho e mesmo não tendo o corpo torneado de adolescente, as curvas ainda se mantem e sei que ainda faz muito novo e velho virar a cabeça.
Se muitos pensam que a vida sexual termina aos 40, estão errados. É quando a euforia começa.
Não tens preconceitos de mostrar o teu corpo e o teu companheiro aceita te como és.
Não te preocupas com as tuas artroses ou artrites quando fazes amor ou experimentas posições novas. Ou até mesmo quando decidem fazer aventuras ou realizarem fantasias.
Ficas euforica, como uma adolescente, aproveitas todos os minutos, rejuvenesces.
Vives a tua vida sexual de forma diferente, mais calma, mais sedutora.
Procuras prazer em pontos que julgavas já não ter. Dedicaste a dar prazer ao teu companheiro e esqueces te de ti.
Sendo a dedicação reciproca.
©Lola 2017 #69Letras

Sensualidade não tem tamanho ( parte 2 )

– Então pah? Estás grávido de quanto tempo? 

-Já tem o braço de fora! Queres ver? 

Farta de estereótipos! Até os do sexo masculino.

Quem considere somente os homens de medidas perfeitas e abdominais torneados, nunca se deliciou nas curvas sensuais de um homem mais… cheínho!

São homens que dão tudo de si! Vos garanto!

E como se costuma dizer, não é o hábito que faz o monge.

Não são os tais six-pack que nos abrem as portas, senhoras!

Muito menos a ousadia dum corpo tatuado!

Sim sei, ajuda a fantasia visual mas no fundo não é isso que nos enche as medidas e muito menos o que nos põe um sorriso adolescente na cara.

A sensualidade num homem está num sorriso sincero e numa harmonia perfeita entre respeito e rebeldia.

Está na graciosidade dos pequenos gestos em nosso e somente nosso benefício.

Seja o homem gordo ou magro, com ou sem tatuagens, baixo ou alto, moreno ou loiro; a vossa sensualidade está sempre e somente na vossa atitude perante a mulher certa.

O resto … vem por acréscimo!

©Miss Steel 69letras 2017

Girassol | Escrito por: Inquilino 69 Letras

Em cada passo que dava, todo o chão contemplava,

erguia se sobre a terra, como se planasse em voo rasante,

coração de leão e alma de gigante, que em sua alma encerra,

seria menos homem porventura, seria menos sol de pouca dura.

Não, não seria, se de coração amava, Roma e Pavia não se fez num dia,

tomara que os dias findassem em mar de lava incandescente,

escorreita como a boca, que de deleite se sente, ele vivia novamente,

no cheiro a pétalas de Girassol, cada pétala cada sol, mãos na giesta, boca vadia.

Em cada passo que dava, ela pontilhada de estrelas o passo estacava,

debaixo do ulmeiro, enquanto o sol descansava, sentava-se a ver a lua,

corpo de mulher alvo, arlequim que da noite faz não e do dia faz sim,

em paz,  deitada e no calor da noite velada, com uma túnica apenas, encobria sua pele já nua.

Pelos dedos, ele decorava as estrelas uma a uma, como se um dia a cegueira o cobrisse,

mesmo como se sentisse, que sua pele era um mar de espuma, onde navegava desconhecido,

palavras dissesse ela ao ouvido, para se guiar como um farol, luz que alumia o fundo onde seu corpo ruma,

beijos cobriam-na a passo de caracol, húmida língua na humidade de um corpo por sinais varrido.

Guardado seu interior como uma sentinela, devagar se arqueja, seu corpo no dela,

dança no ventre suado, deveras já relaxado para o receber, abre a porta do inferno que o acolhe,

sentinela sem quartel guardado, sente ao inferno descer, perdendo-se de olhos fechados na beleza do pecado,

passo acelerado balbucia, meu bem, meu tornado, vou teu corpo prender, alma perdes sem medo de a viver.

Debaixo de um ulmeiro, no silêncio da madrugada, perdeu-se o diabo nas mão de uma fada,

no Olimpo inteiro, já Zeus boquiaberto empunha uma espada, raio e trovão que se agita e berra,

maremotos e cascatas agridoces, anunciam o clímax final, olhos postos no azul celeste, acaba a guerra,

Girassol sorriso, peito liberto, almas presas de um novo céu descoberto, pétalas viçosas, povoam a terra.

Tempo do tempo, sol se ergue em duas mãos entrelaçadas, debaixo de um ulmeiro á sombra deitadas.

 

O Inquilino #69Letras

 

 

Mulher sensual ou desastrada

Há mulheres que simplesmente transpiram sensualidade por todos os poros dos seus corpos.

Mulheres que fazem dum simples gesto, como um trocar de pernas, algo altamente erótico e irresistível para os homens.

Mulheres cuja voz inebria o mais fiel dos mortais.

E vocês, homens simplesmente adoram! Veneram, perseguem, ajoelham-se e rezam aos céus a implorarem por uma mulher assim. Muitas das vezes quando já têm uma ao vosso lado… Mas isso são outros mares…

Essas mulheres, cujos armários fazem justiça à proporção da sua sensualidade, fazem dum simples objecto como um sapato alto ou um vestido vermelho, objectos de culto e adoração masculina.

Pois meus caros leitores, a Miss Steel é tudo… menos isso!

Não me peçam para trocar sapatilhas por sapatos de salto agulha cujos os quais me dão vertigens e onde corro sérios riscos de partir vários ossos do meu corpinho.

Se mulher sensual desfila, pois eu ando mesmo. E apressada porque estou sempre atrasada para ir algum lado ou fazer qualquer coisa.

Mulher sensual ilumina qualquer sorriso com a sua maquilhagem perfeita… eu ilumino qualquer um também! Mas é com a minha tez pálida e ar cansado .

Mulher sensual é comedida nas palavras, eu falo pelos cotovelos. Meus e dos outros! E as gargalhadas são instantâneas e indispensaveis na minha vida!

Por isto e muito mais, não. Não sou sensual! Mas sou uma mulher com uma cabeça em cima dos ombros e que luta pelo que quer da vida, e se isto não é sensual, meus amigos, não sei mais o que será…

©Miss Steel 69letras 2017