Arquivo de etiquetas: sedução

Exteriorizações da memória

Confesso que precisei de saber. Precisei de saber se realmente valeria a pena esperar e lutar por ti.
Não foi fácil estar horas deitado no sofá a ouvir aquelas memoriosas músicas do VH1 que me lembravam o quanto inocente e ignorante era eu na Arte da Sedução (sim, seduzir é uma arte, resistir faz parte) e saber que por muitas “cantadas” ou tentativas do tal café não foram suficientes para te convencer a estar mais 15 minutos comigo. Todas as minhas certezas de que afinal eu já saberia seduzir uma mulher caem por terra, desabou aquela máscara confiante e segura de mim. Tu, com ou sem intenção, com ou sem consciência, diminuirias este homem num “gajo” qualquer, criatura esta que nem há pouco bastavam umas palavras para conquistar a atenção da plateia, ou parte dela (é assim que se começa rapazes) e conquistava meio mundo, e que naquele momento nem a ele próprio se convenceu que era capaz de seduzir uma mulher.

Valeria eu a pena para ti? Seria eu o suficiente para ti? Seria eu o ideal para ti? Ou então, serias tu tudo isto para mim? Seriamos apenas uma ilusão, um sonho acordado alimentado pelas tesões partilhadas, ou mesmo única e exclusivamente uma pequena história que acabou no momento que começou?
Eram dúvidas que me atormentavam e não me deixavam avançar sem ter a certeza que nós valeríamos a pena…

Sabes, tudo em cima se tornou obsoleto, deixou de fazer sentido. Agradeço-te por me teres permitido te conhecer, e saber que afinal ainda sei fazer alguém feliz e preenchida. Sabes, ela reapareceu, voltou com aquele sorriso que me encanta e me deixa babado, basta um palavra para me derreter e me deixar com cara de parvo. Quando passas pela vida de alguém deixas sempre rasto e marcas, tu simplesmente não és passageiro. Algo teu fica sempre, nem que seja para preencher temporariamente para que no final ficar o definitivo, nem que seja um definitivo temporário…

© O Vizinho 2017 #69letras

Corpo cansado mas guloso…

Hoje acordaste mais tarde, cansada e sonolenta.

“Dói-me o corpo todo!” dizes-me com um sorriso safado. Não seria para menos. Os teus gemidos e suores, as nossas posições e as tuas suplicas durante todo o tempo que foste minha só poderiam ter como consequência um acordar com teu cansaço e satisfação.

Mas é teu cansaço e satisfação, não meu. Eu acordei com mais vontade de ti, de te sentir na minha pele, de provar o teu suor e o teu agridoce.

Estou a fazer as tuas panquecas de doce de mirtilo quando apareces com a minha t-shirt, de meias até ao joelhos e cuequinha de algodão branca. Cabelo preso e óculos. Quase que estragava o nosso pequeno almoço. Peço-te os pratos e ao te pores de bicos de pés o teu belo rabo fica evidente, e a beleza do teu corpo ainda mais notória com a luz do sol a raiar pela janela dentro.
“Acaba de comer e vem ter comigo ao quarto. Tenho uma surpresa para ti”, digo-te com um tom de voz carregado de vontade. “Sim senhor!” respondes.

De Plug na mão e lubrificante na outra espero-te à porta do quarto e sem te dizer nada deitas-te e empinas o rabo. Adoro quando te subjugas desta maneira para mim, com vontade de usar todos os presentes que te ofereço.

“Já sabes o que te espera, não sabes?”Acenas com a cabeça e esboças novamente esse sorriso safado, e no momento que te coloco o plug libertas aquele gemido intenso, longo e profundo. Pedes-me para te preencher todo a tua tesão, e sem demoras ocupo-me de todo o teu corpo com o meu corpo. Numa bela dança de desejo e vontade, com muita intensidade o teu primeiro orgasmo não tardou. O segundo também não, sendo que o terceiro só veio quando eu quis… quando o meu pode acompanhar…

“Teu corpo ainda está cansado? Ou aguentas o brinquedo-surpresa?”
Teus olhos ficam arreguilados e o teu sorriso rejubila…
Hum… vamos ter que tirar a dúvidas, não vamos?

© O Vizinho 2017 #69letras

Hoje, mando eu….(talvez)

Texto M/18

Hoje não te vou mimar…vou amar-te rigidamente…
Olha bem fundo no meu olhar…e prepara-te para as putices que te vou sujeitar…
Vais sentir a dureza das minhas mãos…a agarrar-te, puxando-te para mim… Continuar a lerHoje, mando eu….(talvez)

Quando dois olhares se cruzam é porque as Almas se pertencem!

Olha…o que não te digo!

Vontade de pegar no carro e ir
ter contigo…
Surpreender-te no sítio onde menos esperas.
Talvez no trabalho, no restaurante…nas compras…
Em qualquer lado onde estivéssemos rodeados de pessoas, presos pelo olhar alheio…e ao mesmo tempo, livres para comunicarmos com o olhar…
Tenho tanta coisa para te dizer…para te fazer… Continuar a lerQuando dois olhares se cruzam é porque as Almas se pertencem!

Apenas sente…

Apenas sente…
Deixa-te levar, deixa-te ser conduzida pelo teu lado mais escondido que não abdicas mas teimas em ocultar…

Continuar a lerApenas sente…

Sessão de Cinema

TEXTO ERÓTICO| M18A  󾬥 󾬥  󾬥 󾬥  󾬥 󾬥
Ultima sessão, apeteceu-me ir ao cinema sozinha.
Ultima fila para poder ter a perspectiva toda da sala.
Meia dúzia de pessoas para ir ver um filme erótico-romântico.
As luzes diminuíram… e senti um casal sentar-se ao meu lado.
Pensei..,- Fogo queria estar só!!
O filme começou.

Continuar a lerSessão de Cinema

Eu ainda lembro…

Não estás a ser justa!!
Porra!!
Pediste pela tua sanidade mental que te deixasse ir…
E a minha sanidade??Apareces assim??
Com esse ar de mulher bela e quente…
Olhos rasgados!!
Boca semi aberta pelo sorriso e por promessas de prazer…
Sim!!
Eu lembro bem desse vestido… Continuar a lerEu ainda lembro…