Arquivo de etiquetas: rumo

Serei a tua força na derrota.

image

 

Serei tua companheira
se me deixares lutar ao teu lado
tua cúmplice se te partilhares.
Serei teu sonho se o revelares
A noite para profanares
e o dia para te camuflares.
Serei tua força na derrota
abrigo nas tempestades
Lágrima se te vir partir
Mas corrente que te guia
Rumo à liberdade.
Serei esperança na tristeza
Casaco no inverno
Brisa no calor.
Serei a outra metade
A outra pele.
Serei o abraço que encaixa!

 

 

 

A Vizinha

 

É assim que me trazes de volta a ti

11d2117576b43c2f595f05eff9145614

Fotografia: Via Pinterest

Veloz é o voo da minha mente rumo ao melhor destino de sempre: o meu mundo ilimitado feito de tudo o que eu quiser, a cheirar ao meu aroma favorito e habitado pelas pessoas que mais amo!

As viagens são frequentes e até já viajo no piloto automático, o regresso é que é sempre mais complicado e muitas das vezes abruptamente forçado…mas TU trazes-me à terra numa aterragem incrivelmente suave com esse teu jeito tão certo sem ter precisado dizer seja o que for.
Sabes-me.
Ao teu lado, as insuportáveis perguntas não tem voz:
– Estás aí? – Em que é que estás a pensar? -Estás bem?- o que é que tens?
Nem os teus olhos me fixam como se fosse uma evadida de um sanatório…
Tu olhas e vês-me.
Ouves e escutas-me.
Observas e descobres-me.
Sabes quando ao teu lado deixo o corpo e voo para terras distantes e fantasias que coram e que deste modo automático, me perco, por tudo e por nada.
Sem caricia ou movimento, tocas-me num toque que pousa. A palma da tua mão ferve, não na minha pele, mas abaixo, e tal chama que inflama com o gás, assim sou eu. O gás.
É assim que me trazes de volta a ti. Sem som, sem barulho ou perguntas que me fazem sentir envergonhada por ser assim deste jeito…
Sorrio, aconchego-me mais a ti, encho-te de beijos e beijinhos e fico-me perguntando se estou no meu mundo, ou ali, naquele instante, nos braços dele…

Nutre-me com o pecado.

 

55f88223e07044ee71a936e0cbe0fe66

Pecado.
O supra alimento que suja a minha alma mas que a sacode, faz rejubilar e rejuvenescer a menina que tem tanto de doce como de safada, e se tu te assustaste foi porque não leste as entrelinhas e se não as soubeste ler e achas que precisas de um manual de instruções é porque não nos pertenceMOS.
Este sangue vermelho que me corre nas veias não é constituído apenas por sonhos suaves e encantados. Dentro de mim bombeia sangue sujo sedento de pecado que queima e arde quando paro de pecar e é por isso que não posso parar pois é o meu alimento, a minha adrenalina, a minha cruz, o mártir que me seduz!
Trago pensamentos deliciosamente cheios de pureza e delicadeza mas sou essencialmente possuída por delírios mentais altamente tenebrosos e vontades escandalosas e é então que me visto de pecado e sigo rumo à perdição porque eu quero em mim sentir a pele abrir o sangue a escorrer e da boca do diabo que me possui, sussurros obscenos que atingem esta alma com a mesma poesia que uma canção de amor!

A Vizinha