Arquivo de etiquetas: revelar

Serei a tua força na derrota.

image

 

Serei tua companheira
se me deixares lutar ao teu lado
tua cúmplice se te partilhares.
Serei teu sonho se o revelares
A noite para profanares
e o dia para te camuflares.
Serei tua força na derrota
abrigo nas tempestades
Lágrima se te vir partir
Mas corrente que te guia
Rumo à liberdade.
Serei esperança na tristeza
Casaco no inverno
Brisa no calor.
Serei a outra metade
A outra pele.
Serei o abraço que encaixa!

 

 

 

A Vizinha

 

Falas do jeito com que te olho…

image

Os meus olhos são o motivo pelo qual ainda não desististe de mim. São a porta de entrada para o coração ao contrário das palavras que pedem que te afastes.
Pudesse eu olhar-lhe de outro jeito para não me revelar. Mas os olhos que te olham admiram-te, carregam vontade e desejo, iluminam de carinho e doçura, inflamam de paixão e fervor e por mais palavras que te diga tu não vais. Persistes em entrar porta adentro e me desarmar… por isso é que quando me apanhas, me agarras, me beijas e me amas para não falar…
Pudesse eu calar os meus olhos e falar menos.

A Vizinha

Guloso.

075bed98ccf9391784e25cecbbbc24d4

Fotografia: Via Pinterest

Num sussurro revelas que me vais saborear muito devagar e que ao céu rapidamente iria chegar. Deves! Escarneci mentalmente. Nessa mesma tarde havia sofrido de um desejo subito e por três vezes, fui minha… Tão molhada e só minha… Há hora de jantar já estava nos braços dele, ou melhor na boca dele! Sem pressas, como se o tempo não existisse, vasculhou cada segredo meu, e na sua boca, senti-me como que a redescobrir-me. Sem relógios apressados, ele maravilhava-se entre as coxas,com o sabor adocicado do meu desejo, e a cada exclamação da sua degustação mais lhe dava a beber do meu suco… E sem avisar este meu corpo sucumbiu em espasmos de prazer, gemidos de fervor e mar de satisfação. Ele, ainda com a cabeça entre as minhas, deixou-se estar até deixar de sentir o meu coração a palpitar na suavidade dos seus lábios. Tentei puxá-lo até a minha boca para o beijar e lamber da barba o que restou de mim… Que estás a fazer? Pergunta ele – Ainda agora comecei. Guloso.