Arquivo de etiquetas: relações abusivas

#AsRelaçõesAbusivasDeixamMarcasParaAVida

 

#AsRelaçõesAbusivasDeixamMarcasParaAVida

As roupas caíram no chão expondo o teu corpo despido, mas mesmo nua continuas vestida.
Escondes esse teu ternurento olhar, negas-me o teu jovem sorriso, o que se passa dentro de ti? De que tens medo?
A doçura na tua voz atraiçoa-te então porque te mostras crua?
O que foi que te fizeram?
Se te estendo a mão encolhes-te receosa, se te dou um abraço o teu corpo assume-se rígido, porque não te deixas sentir? É apenas um abraço.
És presa, presa dentro de si mesma, resignada ao seu próprio ninho, fragil e estupidamente edificada com muralhas, tens medo de sorrir e de sentir a felicidade correr na pele, tens receio de sentir um toque ternurento porque sentes que te podes partir?
Mas minha pequena, se partires, estarei aqui a ver-te finalmente viver verdadeiramente nua despojada de bloqueios, e dar-te-ei a mão o corpo e o abraço, o afago o conforto e o encaixe, a paixão a tesão e o meu coração.

 

© ?Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2015

A vingança serve-se fria.

image

<Não sei>
Foi sempre a tua resposta todas as vezes que tentei entender o teu comportamento em relação ao amor que sempre te dei. Quanto mais a ti me dava mais me repelias e afastavas. Tentei saber se a causa das tuas múltiplas traições eram resultante de algo que não te dava, tentei descobrir porque o teu olhar era frio sob o meu quente, tentei saber porque tinha de pedir pelo teu abraço…mas de ti apenas escutava:
«Não sei»
Mas olha, eu sei porque te servi deliberadamente cada prato, a vingança serve-se fria e eu aprendi com o melhor cozinheiro. Quando destruíste todo o meu amor por ti, foi quando te servi o sabor que em mim deixaste. Sabes o que foi engraçado?
É que por fim estavas disposto a amar-me. (Era tarde)
E agora, já sabes porque foram mais as lágrimas que me deste do que sorrisos?

A Vizinha