Amo-te Por Todas as Razões e Mais Uma

Fotografia: Via Pinterest   Por todas as razões e mais uma. Esta é a resposta que costumo dar-te quando me perguntas por que razão te amo. Porque nunca existe apenas uma razão para amar alguém. Porque não pode haver nem há só uma razão para te amar. Amo-te porque me fascinas e porque me libertas…

Quando te tenho… Ganho a minha alma de volta

Nunca acreditei que não tivesses saudades nossas, que não pensasses em nós, que simplesmente não ouvisses mais as nossas músicas… E hoje tive essa confirmação através de ti mesma… Denunciaste-te, intencionalmente ou não. Quanto mais tempo vais esconder-te nesse orgulho idiota? Na razão que achas que tens? Diz-me… Vais mesmo insistir em continuar a negar…

Eu sinto a tua falta 24h por segundo…

Ontem foi dia dos namorados… E dei comigo a pensar em que surpresas te fiz… Não me recordo, porque para nós todos os dias foram dia dos namorados. Nunca precisámos de um motivo para lembrar o quanto nos amávamos! Vivíamos 365 dias de paixão e encanto. Lembras-te? O que eu e tu tivemos, só se…

Tenho dias que respiro devagar

Tenho dias que o calendário toma conta da razão, quando olho á volta e envolto no senão do que está á minha volta não faz sentido sentir apenas que somos uma voz na multidão. Tenho dias de cinzenta alma, cheia de coisas vazias, esperanças ocas de odes gentis em que te sentes e prazeres erguias…

O meu coração. O teu coração.

Fotografia: Via Pinterest O meu coração. O teu coração. Podíamos ser não dois mas um só coração. O meu destino. O teu destino. Em vez de dois caminhos, distintos, podíamos percorrer um único destino. Juntos. O teu sorriso. O meu sorriso. Ao invés de sorrisos com diferentes motivos, a razão do mesmo poderia ser apenas…

Mesmo longe, consomes-me…

Consomes-me. Tu estás tão longe, que se tentasse ir à tua procura morreria de insucesso. Mesmo longe, consomes-me. A minha mente só se interessa por ti, pelas memórias que vivemos e pelas memórias que ainda vamos escrever. A minha cabeça descarta qualquer informação que não tenha a ver contigo, e mesmo esta distância, me faz…

Não te largo de mim, por ninguém. Ou nós, ou nada.

  Este ano experimentei a dor de perder parte de mim, parte escondida e suprimida. Foi quando perdi o meu grande amor que soube que a minha felicidade me tinha sido levada! Dizem que o tenho de esquecer… Engano teu que o afirmas. Vou continuar a amá-lo pelos cantos das noites, nos meus passeios solitários…