A noite era cúmplice do nosso segredo

Texto Erótico|M18 Quero ver-te! Deves-me isso… Não lhe devia nada mas foram estas as palavras que me levaram ao seu encontro. Era de noite e foi numa rua qualquer enquanto todos dormiam que o deixei ver-me. Desliguei o motor do carro. (Mas o que é que eu estava a fazer? Piso o chão com os…

…retornarei à cama onde o meu amor ainda não amanheceu.

  Pode até nem acontecer, ainda assim não deixo que os meus sonhos murchem nem que meu olhar se torne baço. Que não se engane quem me vê absorta pela paisagem não é os prédios que me rodeiam que observo, nada disso, estou mais à frente, mais adiante, numa viajem que só eu embarco. Sorrio…

…mais vida me dás.

Faz um ano que desci o primeiro degrau da escada que me lançaste. Quem disse que subiria em direção ao céu e conheceria a paz dos anjos e a leveza das nuvens? Esta escada leva o meu corpo na direção dos rochedos vulcânicos do inferno que te habita, e quanto mais a temperatura dos degraus…