Arquivo de etiquetas: presente

8º Passatempo – LINGERIE – “Your lingerie is an extension of your personality”

A Ana Paulino é a vencedora do passatempo lingerie, na posição 6 com a frase

“Estar bem começa na lingerie que vestes”Capturar

 
Muitos parabéns e desejamos-te muitos e bons momentos de sedução!

A página 69 Letras em parceria com a página Detalhes tem 1 lingerie para oferecer.

 

“Lingerie holds a deep ATTRACTION. I think it is the hidden element: you are wearing something SPECIAL, but it is a SECRET”

123

Esta é tua só tens de participar. ELES também pode participar para oferecer a elas <3 São Valentim está à porta

 

COMO PARTICIPAR:

Para ficar habilitado, o participante tem de:

1. Ter LIKE na página do Facebook da 69Letras
2. Fazer LIKE na página do Facebook da Detalhes
3. Fazer LIKE no post do passatempo;
4. Comentar a publicação do passatempo no facebook da pagina 69Letras com uma frase sobre LINGERIE:
5. Partilhar ESTA publicação no mural com acesso público; (quantas mais vezes partilhares mais hipóteses tens de ganhar!)

6 O sorteio será feito no random.org o Random Sequence Generator, onde será colocado o numero de comentários existentes até ao fecho do passatempo ( dia 23/01/2016 ás 23h59m ) , onde será verificado qual o comentário que se encontra nessa posição.  Conforme exemplo em baixo.

randomorg

7.  O resultado é publicado através de um screenshot. A contagem é feita por ordem crescente;

8.  Caso o perfil do vencedor não tenha cumprido com todos os pontos anteriormente estabelecidos (será feita a verificação), a 69Letras reserva-se no direito de passar o prémio para o segundo classificado e assim sucessivamente, até ser encontrado um vencedor;

9.   O vencedor será informado através de mensagem privada no facebook;. SOLICITA-SE A QUEM PARTICIPA QUE VERIFIQUEM A CAIXA DE MENSAGENS “OUTROS” NOS DIAS A SEGUIR AO FIM DO PASSATEMPO. 


DÚVIDAS OU QUESTÕES

Contacte-nos por mensagem privada no Facebook ou através de e-mail: blog@sessenta9letras.com

BOA SORTE

Carta ao Pai Natal

10154213_1638234183088979_7357562220885000378_n.jpg

 

Querido Pai Natal,

Escrevo-te esta carta sentada debaixo da minha arvore de natal, as luzes piscam e as bolas vermelhas e douradas espelham as silhuetas do mobiliário disposto nesta sala silenciosa.
Esta é a primeira carta que te escrevo, nem sei por onde começar, mas sei que presenteias quem se portou bem durante o ano.

#GoodGirl or #ABadGirl ?

Querido Pai Natal, a verdade é que não sou um exemplo a seguir mas a boa notícia é que não sou mal comportada todos os dias…depende dos dias da luz que me toca ou da noite que me envolve. Não adianta esconder nada tu tens forma de saber estas coisas, tu sabes que sou uma pecadora, que padeço de tórridos pensamentos noite e dia numa louca obsessão por aquele que ocupa o meu coração, mas também sabes que não os cometo mas por isso poderei eu ser uma menina bem comportada?
Possivelmente não. Defraudo-me. Privo-me de sentir e ser feliz, fujo de quem é o meu sorriso, ao meu coração não dou alento e ao corpo alimento. Sou uma fraude, vivo de palavras e desejos reprimidos, sigo uma dieta rica em pensamentos e carente da verdade, os meus pés não se movem paralisados de medo, passa o tempo muda o ano mas o que sinto por ele não se modifica nem arrefece… ardo em lume brando sonhando pelo dia em que ele me tornará a levantar a fervura.
O mal que me faço é o mesmo em que ele vive, impedido de mim deambula de corpo em corpo insatisfeito em busca da luz com que o iluminei e encheu de inspiração…

Querido Pai Natal,
Atende este meu humilde pedido e dá-me coragem para ir em busca da felicidade que só os braços dele carrega.
Querido Pai Natal se fores à procura da carta que o meu amor te escreveu verás que os nossos desejos se casam.
Ajuda-me a ser corajosa e ser neste Natal o presente de alguém.

A Vizinha

Não consigo parar de te olhar

Não consigo parar de te olhar,

O meu coração dispara, inconscientemente sorrio ao ver-te dormir ao meu lado.
Recordo as noites escaldantes nestas quatro paredes. As nossas noites de fetiches.

Não consigo parar de te olhar.
Vejo-me reflectida em ti, vejo as nossas almas a bailarem nos teus olhos.
Aconchego-me a ti para sentires todo o meu amor no teu corpo.
Beijo esses lábios que me transportam para uma galáxia distante.
Sem ontem, nem amanhã.

Só o presente. Acordo-te para nos amarmos de novo.

Não consigo parar de te olhar.
Não consigo deixar de te amar.

©LOLA 2016 #69Letras

Os dias passam e eu procuro-te…

4a828c31b978c1e0d3cce7eef5b52d3f

 

Os dias passam e eu procuro-te…
Procuro-te nas sombras que chocam com a minha, e imagino que és tu, (se soubesses a alegria que sinto nesses micro segundos!) mas quando olho para trás, ou para o lado… não te encontro. E esta dor ganha ainda mais força.
Vagueio por aí na esperança de surgir um sinal que me possa dar um pequeno vislumbre de ti.
Um pequeno… uns segundos de ti…
Estás tatuado nas minhas memórias, e sim, posso reviver-te sempre quando e onde eu quiser…
… mas as memórias não têm o teu cheiro e muito menos o teu calor e a falta que tu me fazes provoca-me um buraco no peito que mil amantes não conseguem preencher…
‘ A falta que tu me fazes, ninguém me faz.’
Em silencio e em segredo peço aos céus que te tragam a mim… pelo menos uma vez… uma vez.
Quero olhar para o teu rosto, abraçar-te e perguntar-te se és feliz aí onde tu estás, seja lá onde for.
Ver-te nem que seja por uns segundos, é o presente de Natal que em segredo eu peço aos céus, aos infernos, aos duendes, às fadas, às bruxas e mágicos, e a todos os seres místicos que escritores inventaram com poderes para te trazer de volta à terra… nem que seja por uns segundos.
Não vou desistir de encontrar um sinal de ti, nem de te encontrar em cada sombra, ou de sonhar que quem avisto lá ao longe da rua, és tu a caminhar em direção a mim…

A Vizinha

Fotografia: Via Pinterest

Escolheria ser o sol.

12219476_1626643210914743_6707948986162076248_n

 

Se me pedissem para escolher ser qualquer outra coisa que não eu sabes o que escolheria?
Escolheria ser o sol. Aquele que te acorda de manhã e que beija a face ao entardecer.
Aquele que aquece a tua vida , aquele a que te agarras mesmo quando tudo parece desmoronar.
Escolheria ser algo que pudesse estar sempre presente em ti. Queria te dizer o quanto és o meu sol, o meu cobertor, o meu amparo. Mas fica para amanhã. Amanhã conto te tudo.
Hoje deixa me desfrutar do teu calor no meu corpo. Do teu abraço na minha alma.
Hoje vou deixar te ser o meu sol.

Kate

O velho dia se foi… novo diachegou

4dbca0bb8d6be81d531390dd9b292950

Mais um dia que passou,
Mais um dia que o sol se pôs,
E a esta rotina junto outro evento.
Hoje foi mais um dia em que só pensei em ti.

Gosto de escrever e de me inventar no papel.

12191450_1514398048877736_7596746554674212107_n

O que sou, quem sou, poucos o sabem e confesso nem eu mesma o saber.
O que sei, é que dentro de mim existe um mundo ilimitado de personalidades e de quereres.
Não sei o que quero ou quem sou.
Enquanto não o sei, sou tudo o que escrevo e tenho tudo o que invento.
Quando me apetece, posso ser uma mulher apaixonada. Esta mulher é amável, atenciosa, presente, prepara pic-nics, veste cores claras e acredita no amor para toda a vida. Ela espera pacientemente pela chegada do seu principe, e até posso imaginar esse momento. Ele surge diante de si entre a multidão a sorrir como se ela fosse o tesouro mais raro do mundo, e num abraço ela tem a certeza que é o seu mais que tudo.
Outras vezes,
Posso ser uma conquistadora mortal, onde a minha mente instiga e prende, e no meu corpo corre o sangue de Vênus que leva à loucura os homens que tropeçam nos meus saltos. Esta mulher sente cada noite de paixão que vive. Noites de verão eternas na memória de quem esbarra com ela.
Quando escrevo, tanto um amor para toda a vida ou noites num quarto de hotel enchem-me o peito.
A liberdade que a minha caneta me dá é momentânea, mas enquanto não me descubro, esta realidade traz brilho ao meu olhar.
O que eu hoje não sei de mim, descobrirei, amanhã.
Até lá,
Vivo o que escrevo. Risco e apago o que escrevo. Escrevo e vivo. Vivo e apago ou risco por cima.
A liberdade deste corpo e desta mente pertence-Me e os rabiscos da minha vida são o alimento de tudo o que escrevo.