Arquivo de etiquetas: petplay

Falando de Plays

Lets talk about PLAYS…

Pet play, Pony play, Age play, Needle Play, Edge Play, Eletrical play, Wax Play, Breath Play …. Ainda acordados?!
Pois é existem muitos plays a lista é tão longa que mesmo que quisesse acho que não dava pra por todas aqui ehehe.
A esta altura já deu pra perceber que muitos termos que se usam estão em inglês por isso é bom que arranjem um dicionário português/inglês .
O termo play serve para definir práticas, algumas são categorias que têm outros plays como sub-categorias.
Acaba por ser uma forma de facilitar negociações e conversas,assim quando me perguntam o que gosto ou práticas que faço digo determinado play e á partida as outras pessoas já sabem a quem me refiro.

 

Pet Play– digamos que é a categoria e dentro dela temos as sub-categorias como por exemplo Pony Play, Doggy, Play Horse e por aí fora.
Mas antes de mais convém entenderem o principal, este tipo de play é uma forma de fetiche ou forma de roleplay onde o submisso/a toma a postura de um determinado animal e o Dominante tem a satisfação de ser o Dono/a do mesmo.
Bem não quero que fiquem a pensar que um Pet quer ser animal de verdade ou algo que se pareça,o prazer está em agir como um.
É comum que os pet´s usem acessórios para se assemelharem ao animal que são.
Por exemplo,orelhas, caudas, coleiras , no caso de cavalinhos até cascos têm é uma imensidão de coisas giras que se pode usar .
Neste tipo de play existe treino,disciplina e humilhação entre outras coisas divertidas .

Edge Play– Bem esta categoria é um tanto quanto difícil de explicar ,lembram se deter falado de R.A.C.K? não?então vão ler onde escrevi sobre isso – AQUI
Mas resumindo são práticas sexuais onde existe risco ou perigo ou até possibilidade de acontecer danos físicos .
Exemplo…temos o Breathplay(asfixia) é sempre uma coisa perigosa de se fazer ou até Knife/Bloodplay onde por exemplo se faz cortes na pele propositadamente entre outras coisas.
Não é prática que se faça de animo leve tudo é tido em conta desde se a pessoa toma algum medicamento anticoagulante ao simples facto de saber se teve algum episódio traumático que possa desencadear uma reacção de pânico ou desmaio.
Eu pessoalmente gosto de ambas 🙂 mas isso é conversa pra outro dia.

Age Play– Creio que também ja vos tinha falado por alto sobre os Littles bem não querendo complicar as vossas cabeças nem todos os littles fazem ageplay alguns podem pertencer á prática de PetPlay como por exemplo adoptar uma postura de cachorrinho bebé ao invés de um cão adulto na verdade é um Little mas em forma de Puppy.
Quem pratica Age play geralmente gosta da parte psicológica que envolve uma regressão deixa de ser um adulto e passa a agir como uma criança pequena chama-se a este estado (Litlle space)gostam de ter alguém que cuide ,trate de uma forma paternal/maternal.
Neste tipo de relação geralmente existe carinho e uma proximidade entre os praticantes ,é engraçado algumas littles só dá vontade de as trazer pra casa de tão fofinhas que são…pronto já estou a divagar.
Mas esta categoria em questão têm muito que se lhe diga.

Litlle

Impact Play– Bem a modos que esta é facil , qualquer actividade em que haja impacto no corpo de alguém como flogging,canning,SPAKING (esta duvido que vão ao google tradutor) entre outras .
Mas atenção lá porque é play de impacto não necessita de ser obrigatoriamente doloroso…Levar com um flogger de camurça ao de leve pode ser deveras prazeroso

Fear Play– Como o nome diz palavra de ordem é Medo, acaba por ser complexo pois aqui creio que não haja prazer sexual em ser aterrorizado é uma questão mental e não tanto física,neste tipo de pratica tem de se conhecer bem o bottom e estar atento ás reacções do mesmo pois é bem provável que devido á descarga de adrenalina pode provocar situações desagradáveis como uma crise adrenérgica para quem não sabe o que é eu explico,devido há quantidade excessiva de adrenalina no corpo os sintomas são como os de um ataque de pânico ,os batimentos cardíacos aceleram, tonturas, tremores incontroláveis, enfim nada agradável vão por mim.
Neste tipo de situação o que se esteja a fazer deve ser interrompido imediatamente e temos de confortar e acalmar a pessoa ,abraçar ajuda e tentar que controle a respiração de forma a não hiperventilar.

Wax Play– Quase toda a gente já experienciou o erotismo que uma vela pode proporcionar, Wax play pertence á categoria de Temperature Play assim como o gelo 😉 pode parecer coisa fácil de fazer e até proporciona bastante prazer mas também se tem de ter algumas coisinhas em conta pois não queremos que ninguém fique com valentes queimaduras ,certo?

A primeira coisa  é que não queiram velas de cera de abelha pois isso é receita para o desastre, neste tipo de play vocês querem ter velas com ponto de fusão baixa ou seja que queimem mais devagar e a cera não atinja temperaturas muito altas.

Neste caso são velas de parafina.

Outra coisa importante é a distancia que deixam entre a vela e o corpo quanto mais junto ao corpo pior é pois a cera está mais quente e verte mais rápido, nada melhor que testarem primeiro antes de fazer a alguém, testem nas pernas e parte de dentro dos braços assim têm noção da coisa, evitem zonas com mucosas ou se forem fazer façam a uma distancia grandinha para evitar queimaduras alem da cicatrização ser muito lenta em caso de queimadura são zonas mais sensíveis.

E por ultimo vou vos pedir por amor aos santinhos não usem daquelas velinhas pequenas que se vendem em sacos de 30 ou algo que se pareça usem velas de baixa temperatura existem algumas próprias de massagem que são brutais alem que deixam a pele super macia.

Isto da pele macia lembrou me outra coisa,a parte fixe de quem faz Wax Play…a REMOÇÃO yeahhhh .

Bem cada um sabe de si ,eu cá tenho a minha preferência , uso uma faca para retirar bem afiada (mas NÃO façam isso a não ser que tenham prática a manusear objetos afiados sim?!!!!!!!!)podem usar uma faca que não esteja afiada e retiram lentamente a cera do corpo se for na zona do peito de um homem que tenha pelos podem sempre ser mázinhas ou mauzinhos né?e arrancam á má fila cera e pelos eheheheh.

Vá chega de brincadeira outra formade retirar é passar óleo na pele e massajar mas faz uma sujeira danada.

Créditos
Lobo Ibérico
Modelo: Nanda de Lobo Ibérico
Fotografo:
David Nunes ArtKorpus

 

Fire Play– Adoroooooo e é lindo de se ver ,tive a oportunidade de presenciar um play deste gênero e digo que é algo que nos deixa de boca aberta.
É uma prática de Edge Play pelo factor de risco e perigo associado,atenção que é algo que requer muito treino e estudo da parte do Top que o faz, pois estamos a falar de algo que pode causar queimaduras graves quando feito por alguém inexperiente.
Sem duvida que é uma pratica perigosa mas bastante sensual e excitante ,apenas falo como espectadora mas deu para entender perfeitamente que alem do material ,cuidados a ter com o espaço e a própria técnica do Top é uma pratica bastante intima e feita com muito cuidado.
Jamais deve ser feita por amadores mas digo-vos que é algo que me fascina e ficará na memória como das experiências mais inebriantes que tive.

 

E por hoje ficamos assim,espero que apareçam na próxima semana pra mais dois dedos de conversa.

Beijo Misses Kat

Por fim quero deixar o meu agradecimento ao Lobo Iberico e á sua Nanda por me permitirem colocar uma fotografia lindissima de Fire Play realizado no Embassy Of Freedom Club e tirada pelo fotografo David Nunes da ArtKorpus.

 

 

Continuar a lerFalando de Plays