Arquivo de etiquetas: pedir

És mais do que pedi, mais do que mereço.

Sou…
Demasiado apegada, de ti.
Sem arrependimento, desconectada do mundo.
Sei de ti cada canto, desse teu mundo redondo.
Cada cheiro, cada pensamento.
Tenho receio.
Por tanto te conhecer, me perder…
Perder o que me faz diferente. 
Tornar-me banal ao querer ser o teu desejo mais profundo.
Sou tua. 
Não preciso de o dizer.
Está escrito desde que os nossos olhares se cruzaram! 
És mais do que pedi, mais do que mereço.
És terra em milhas de mar perdido.
És amor no meio da tentação.
Sê quem me ensina,
Quem me mostra por onde trilhar, 
Pois eu vou sempre te acompanhar.


© Krishna 2017 #69Letras

Sonhei que estava deitado debaixo de um castanheiro e o sol batia em meu peito…

12400918_1646502252262172_6332688166430199963_n

 

Entraste era já madrugada, nem bateste e nem sequer pediste para entrar, vieste de mansinho e sossegada no meu sonho vieste te aconchegar. Acordei e sorri, daqueles sorrisos quentes, acendi a luz mas como á luz não te vi, tapei me novamente e esperando por ti adormeci. Sonhei que estava deitado debaixo de um castanheiro e o sol batia em meu peito, e no edredão enrolado a sonhar semi acordado, da almofada fiz teus lábios primeiro e do edredão o corpo e o teu jeito. Nessa madrugada em que me perdi, em que tu tomaste conta do meu sonho como sendo teu, medusa petrificaste o meu coração quando te vi e dos meus braços criaste morfeu. E ali fiquei desperto a tentar vislumbrar no meio do breu, corpo semi nu descoberto no meio da escuridão a pensar se seria apenas um sonho liberto ou pura imaginação. Não mais voltaste a entrar, apesar de dormir agora de porta aberta, não te queria ter presa no meu lugar, mas ter te disponível e liberta de quando quisesses a tua casa voltar. Agora fecho sempre a porta ao deitar, mesmo que venhas ou não, no meu sonho, sempre terás o teu lugar apesar de empedernido meu coração.

O Inquilino

Não era para ser assim.

32d178923624d93ea52550fc9974d7e2

Fotografia: Via Pinterest

 

Não era para ser assim.
Era para chegar e quando nos olhássemos sermos apenas a lembrança de um passado.
Era para ser um “olá tudo bem” “foi bom ver-te”, e não um abraço que nos fez tremer a alma, suar a pele, e querer que aquele reencontro se tornasse suspenso por toda a eternidade.
Não era para ser assim, porque tens outro alguém.
Mas aquele reencontro tão inocente, tão certo como dois bons amigos, se tornou no pecado que tão docemente errado nos levou a transpirar na pele um do outro.
Poderia ter sido um “ola tudo bem”, meramente carnal, mas não. O sentimento à muito deixado para trás veio reivindicar o direito de voltar a ser vivido e agora todos os dias erramos e alimentamos este nosso pecado.
E este pecado embora amargo para ela, para nós é a sobremesa que não resistimos a pedir, repetir devorar e consumar.

A Vizinha

Querido ________!

 

ab33a859a6eacce48d440260a48e70b9.jpg
Fotografia: Via Pinterest
É de conhecimento público e principalmente do teu que já não vivo sem ti.
Preciso de acordar com o teu cheiro e ter o teu sabor nos meus lábios para o meu motor começar a trabalhar!
Ao meio da manhã já morro de saudades… então rapidamente vou ao teu encontro e delicio-me…. mmmm!
Durante a hora de almoço faço de ti a minha sobremesa… (já estou a sorrir de satisfação….)
A meio da tarde é a já habitual rapidinha. Peço-te, tenho-te, invades a minha boca e engulo-te.
A noite…. a noite é diferente… há aqueles dias em que gosto de partilhar a tua companhia…. ou degustar-te sozinha…
A Vizinha

Prometo-te.

219b1e8324c523783a22ca2de7b66d62

Abraçar sempre que precisares daquele abrigo,
Sorrir sempre que precisares de colorir o teu dia,
Beijar-te quando o silêncio já não chegar,
Acariciar o teu corpo quando este pedir ou até mesmo quando não pedir,
Mimar enquanto descansas deitado ao meu lado,
Proteger quando o chão ruir sob ti,
Fazer-te corar com a minha meninice.
Prometo-te estar. Ser. Cuidar. Partilhar.
Prometo estar ao teu lado. De igual para igual.
Prometo-te.
Ser eu.