Sous le ciel de Paris

E lá estava ela. O olhar brilhante, o sorriso doce, as madeixas douradas a ondular ao sabor da brisa, o casaco vermelho a combinar com a boina, o corpo esbelto e perfeito. Na ponte sobre o rio Sena lá estava ela, a contemplar a Torre Eiffel, como sempre fazia ao fim da tarde. A neve caía-lhe…

Vamos aproveitar… abraça-me forte!

Fotografia: Jürgen Vollmer – Paris, 1960   Aproveita esta noite e ouve o quão alto fala o meu coração, mas não uses os ouvidos não, porque ser-te-á tudo revelado num beijo. Vamos sentar-nos frente a frente, olhos nos olhos, mãos com mãos, corpo com corpo, lábios nos lábios e amar-nos sem medo de nos perdermos amanhã….