Hoje, mando eu….(talvez)

Texto M/18 Hoje não te vou mimar…vou amar-te rigidamente… Olha bem fundo no meu olhar…e prepara-te para as putices que te vou sujeitar… Vais sentir a dureza das minhas mãos…a agarrar-te, puxando-te para mim…

Continue reading …

Quando dois olhares se cruzam é porque as Almas se pertencem!

Olha…o que não te digo! Vontade de pegar no carro e ir ter contigo… Surpreender-te no sítio onde menos esperas. Talvez no trabalho, no restaurante…nas compras… Em qualquer lado onde estivéssemos rodeados de pessoas, presos[…]

Continue reading …

(sobre)VOAR(te)

Fazes-me acreditar na capacidade de voar… Injectas em mim toda a vontade de me lançar de braços abertos, Aproveitando cada segundo…cada sensação…cada imagem!

Continue reading …

Senti…Sem ti!

Sinto-me um cobarde, só…derrotado pelo destino…(sem ti) Na (in)certeza de sentir (sem ti…) Na (in)certeza de viver (sem ti…) Dou comigo rodeado de muitas pessoas…mas incrivelmente só… (Sobre)vivendo à tua ausência Escrevo mentalmente centenas de[…]

Continue reading …

Sentindo-NUS…

Preso a viciosas rotinas… tornei-me a palavra em forma de carne Sou o sentimento em braile…que anseia ser escrito no teu corpo. Ermita de sensações, que só eu julgava saber sentir…descobri-te em forma de livro.[…]

Continue reading …