Arquivo de etiquetas: palavras

Eu gosto de ti e tu gostas de mim.

f4c2f4ec3d01e421d00003488bd3ab93

Eu gosto de ti e o melhor é que gosto de gostar de ti.
Mas sabes o que ainda é melhor? Tu também gostas de mim.
Gostamos um do outro, e isto é tudo. E este tudo, é muito, é BIG.
Eu e tu, tu e eu, apenas nós dois perdidos de paixão por este mundo fora.
Que maravilhoso!
Somos o mundo um do outro. Nós somos a melodia que nos faz dançar o amor!
Eu gosto de ti e tu gostas de mim.
Sabes qual é o melhor plano que tenho neste momento? Gostar de ti em mil e uma palavras diferentes… em mil e um gestos diferentes!

Gosto de ti.

3c63a4cec1226c7b94783597d3a12bf7
Espera vou repetir: gosto de ti!
Posso saber a que te soa o som destas palavras através dos meus lábios?
Gosto de ti, mas não gosto de não partilhar o que sinto contigo.
Faz-te diferença que goste de ti, ou vento é mais forte e afasta o som de ti?
Ouves o meu grito?
Sentes o meu desespero?
Num grito, diz-me, guardo o que sinto, ou amachuco e atiro do penhasco?
Liberta-me ou prende-me, mas despacha-te!
As lágrimas pesam no peito e as pernas já não conseguem suster este corpo de pé.
Gosto de ti.
Num grito… Tu gostas de mim?

Não te largo de mim, por ninguém. Ou nós, ou nada.

c31ed0e89e86e560d9791be4d9100860

Fotografia: Via Pinterest

Este ano experimentei a dor de perder parte de mim, parte escondida e suprimida. Foi quando perdi o meu grande amor que soube que a minha felicidade me tinha sido levada!
Dizem que o tenho de esquecer… Engano teu que o afirmas.
Vou continuar a amá-lo pelos cantos das noites, nos meus passeios solitários onde te dou a mão nas sombras que se cruzam comigo, nas viagens de carro onde canto para ti, onde sorrio pela memoria de quando espreitava pelo canto do olho e te via a torcer o nariz pela minha falta de talento vocal…
Já tinha aprendido a lidar com a tua ausência, agora vou aprender a aceitar que já não enches este mundo com o teu sorriso.
Partiste fisicamente, mas ficaste no meu peito.
O buraco que tenho no peito, não vai passar por te esquecer, mas sim por te aceitar em mim, permitir-me continuar a viver contigo, ausente mas sempre ao meu lado.
Quando voltar a gostar de alguém, vou amar essa pessoa contigo do meu lado.
Não existo apenas eu.
Existirei eu e tu… e mais alguém, talvez um coração aventureiro com a bravura de um cavaleiro.
Não tenho coragem de te deixar, nem libertar o meu peito, dizem que me maltrataste e que por isso não mereces o lugar que ocupas, até pode ser verdade, mas eu gosto de gostar de ti, desta forma sem explicação, desta forma em que a razão é sã, mas o coração é louco por ti.
Quem vier, terá de me partilhar contigo sempre presente atrás do meu olhar, escondido em cada sorriso.
Não te largo de mim, por ninguém. Ou nós, ou nada.
Esta é a promessa que te faço no silêncio da voz, mas no compromisso desta palavras sobre nós, que partilho com o mundo!

?A vizinha #69Letras