Arquivo de etiquetas: namorados

TUDO PODE ACONTECER!

Hoje gostava de adormecer aconchegado
Na rebeldia dos teus cabelos
Viajar na tua pele, sedosa
Que me arrepia os pêlos.

Gostava de ouvir, baixinho
O sabor dos teus beijos
Ler as frases que escreves, na mente
Que despertam-me os Desejos.

Gostava de viajar nos teus sonhos
Sem rumo ou direcção
Abrigar-me no brilho dos teus olhos
Habitar no teu coração.

Gostava de abraçar o teu perfume
Respirar o teu abraço
Saber que este Amor, Amor
É mais forte que o aço.

E se achas impossível
Tudo o que acabei de escrever
Digo-te que no Amor Verdadeiro
Tudo pode acontecer!

 

©Poeta solitário 2017 #69Letras

Renasci

No dia em que apareceste, renasci
Renasci das cinzas como uma fénix
O meu corpo despertou de um sono cinzento,
Com o teu toque.
O calor do teu beijo foi como se estivesse a ser banhada pelos primeiros raios solares.
O teu olhar coloriu o inicio da minha nova vida.
O inicio e o fim da nossa história.
Foi contigo que voltei aprender a viver, a deixar o meu coração amar outra vez.
Aprendi a sorrir de novo, aprendi a ter uma
Perspectiva de vida diferente.
No dia em que apareceste, foi o melhor dia da minha vida.
Foi o dia em que fizemos história.
A nossa história
©Lola 2017 #69Letras

Regresso

Foram tantos dias e noites sonhando quando te veria.
Foram tantos anos sem te ter na minha cama, sem um carinho teu.
Sentir o teu corpo, ouvir a tua voz sussurrar safadezas ao ouvido,
O teu olhar que me fazia afundar e perder me na imensidão desse brilho de amor e paixão.
Sentia me perdida, vazia.
Quando aquele toque de telefone soou no silêncio do quarto, não quis acreditar.
Dizias que estavas de regresso, querias me rever, estar comigo
Matar saudades, mesmo que fosse por pouco tempo.
Pois o teu trabalho assim o exige.
O meu coração acelerou, o meu sorriso parecia de uma criança que recebe um doce
Sim, tu és o meu doce, o meu vicio.
Sinto a tua falta.
Quero voltar a sentir o calor do teu beijo, a ternura do teu olhar
A tua fome insaciável por mim.
Que bom! Regressaste!
©Lola 2017 #69Letras

Amo-te

Nunca me cansarei de te dizer
Amo-te
Amo-te por várias razões
Amo-te porque me fazes única, especial
Amo-te por me amares com todos os defeitos
Amo-te pela tua forma rebelde
Amo-te pela tua simplicidade
Amo-te pela tua serenidade
Amo-te pelo teu sorriso
Amo-te pelo teu olhar meigo e sedutor
Amo-te por cada gesto que me faz feliz
Amo-te porque assim estava escrito nas estrelas
Amar-te-ei até ao meu último folêgo.

Sonhar

Sonhar?
Já não sei o que é sonhar.
A tua ausência fez-me esquecer,
Como é sonhar contigo, com uma vida a dois.

O teu afastamento desmoronou todas as minhas barreiras.
Sinto-me frágil, perdida, sem sentido de viver.
Olho ao meu redor à tua procura,
Á procura de Nós.

Fizeste-me amar-te até ficar viciada em ti, no nosso amor.
E sei que também ainda és viciado em mim.
Mas preferis-te afastar-te, fechar o teu coração e a tua mente.

Se o que sentimos sempre foi verdadeiro e único, sei que esta ausência vai-nos matar aos poucos.

Tudo o que eu queria e quero, é que os nossos orgulhos desaparecessem e voltássemos a ser felizes.
Voltássemos a sonhar.
Voltássemos a construir a ponte que derrubamos nos nossos corações

LOLA #69Letras

Sonho ou realidade!

Cansada, depois de um dia esgotante de trabalho no shopping.
Chego a casa, dispo-me e enfio-me no duche, deixo a água quente escorrer, a esponja com gel deixo-a brincar por cada recanto do meu corpo. Sinto aquele cheiro doce a pêssegos, fecho os olhos e deixo-me levar pelo som da água.
Perdida no tempo que estive no duche, saiu.
Como qualquer coisa e deito-me no sofá a ver um thriller. Adormeci.
O sono era tão profundo, que julguei estar a ter um sonho erótico.
Os bicos dos meus peitos endurecidos com o calor daquela boca, a língua a brincar com eles faziam-me formigueiro na barriga.
Senti o calor a descer pela minha barriga e sumir por entre as minhas pernas, soltei um gemido.
Os lábios, a língua a explorar cada parte da minha gruta, fazendo o meu corpo contorcer-se involuntariamente. Queria abrir os olhos, mas o desejo que o meu corpo emanava e a vontade louca que tinha de ser possuída, mantive-os fechados.
A forma como aquela boca sabia tocar cada parte, como aquela língua penetrava-me incansavelmente bebendo os meus fluidos, até me fazer atingir o orgasmo.
Ia abrir os olhos, mas senti puxarem-me mais para baixo, levantarem-me as pernas e senti aquele membro duro, teso e húmido, a suplicar para entrar. Deslizou suavemente, senti desde a cabeça até ao fim, cada veia a latejar e a sentir o quente daquele ninho.
Gemeu.
Iniciou a dança com passos suaves, depois foi aumentando o ritmo, até as nossas respirações estarem em uníssono.
Da minha boca além dos gemidos, pedia-lhe para me levar ao limite.
Queria-o sentir todo, bem fundo. Queria sentir aquele deleitoso fluido dentro e sobre mim.
O meu pensamento falou mais alto:- Dá-me um banho com esse leite, quero sentir esse teu prazer a escorrer por entre os meus lábios e pernas.
Deliciei-me com aquele fluido morno, gemia de prazer.
Pensei que tivesse sido um sonho, mas não.
Abri os olhos e vi o brilho de prazer e satisfação do meu companheiro por ver o meu rosto mais descontraído, menos stressada.
Puxei-o para mim e beijei-o com paixão.
Pegou em mim e levou-me para o nosso quarto….
LOLA #69Letras

Estas mãos…

Estas mãos seguraram-te em tempos difíceis
Estas mãos acariciaram o teu rosto para ver o teu sorriso
Estas mãos apararam as tuas lágrimas
Estas mãos fizeram pequenos milagres no teu corpo
Mas foram os meus olhos que gravaram cada olhar teu,
cada expressão de felicidade ou tristeza,
Foram eles o teu porto seguro.
O toque final para todas as certezas foi o sorriso sincero
apaixonado que te fez erguer mil vezes,
que te elevou o teu amor próprio.
O que tu precisavas era de todo o meu EU para seres feliz.
LOLA #69Letras