A nossa cama não é mais a mesma.

Nos seus tempos de glória, atraía-me sempre que a fisgava pelo canto do olho. Seduzida por ela, atirava-me para o colchão e desafiava-te a amares-me novamente. A nossa cama escolhida com tanto desejo revelou-se cúmplice[…]

Continue reading …

Desejo tão urgente que não precisa de apresentações.

Hoje as mãos rejeitam a caneta, o papel não acolhe as palavras e tu penetras-me na mente e impedes-me de cuspir o turbilhão de emoções com que me invades sem permissão a altas horas da[…]

Continue reading …

Gosto de escrever e de me inventar no papel.

O que sou, quem sou, poucos o sabem e confesso nem eu mesma o saber. O que sei, é que dentro de mim existe um mundo ilimitado de personalidades e de quereres. Não sei o[…]

Continue reading …

Meu Deus, juro que nem sou religioso, mas puseste bem os olhos no brilho desta mulher??

Sinto-me vivo. Eu que tinha jurado a mim mesmo não deixar mais ninguém entrar pela minha vida dentro. Enquanto esperava por ti não fazia ideia no que me estava a meter, no furacão que aí[…]

Continue reading …