Verás o que é sangrar de dor, de perda Por algo que não soubeste estimar..

Ai vens tu….. Vens como um furacão, Se pensas que me vais ter assim tão fácil. Pensa duas vezes. Atormentas-te o meu pensamento e o meu corpo. Saciaste-te, devoraste-me como um animal selvagem. Depois deixas-te os despojos a um canto. Ai vens tu de novo.. Nem penses que vou deixar-te fazer de mim teu animal…