Posso…

  Posso ser simples mas por vezes tão confusa… Posso gostar de simplicidade e não de ostentação e luxos… Posso ter qualidades e defeitos como qualquer comum mortal… Posso ser forte de tão frágil que sou… Posso ser uma brisa ou virar furacão… Posso ser doce como mel ou acre como fel… Posso gostar de…

Hoje eu quero ir ao inferno!

  Meu amor… Como gosto que me banhes de palavras suaves e celestiais… Meigos gestos em que o tempo congela e faz descer à terra o próprio céu… Em que cada segundo sinto o sabor das tuas mãos a recitar poesia na minha pele… Como eu amo a intensidade carinhosa que colocas em tudo… Desde…

Eu mortal, tu imortal.

Olho para ti e ainda não descobri porque tanto me atrais, porque ouvir o teu nome me faz tremer e o meu corpo se dá a ti sem restrições. Tu e esse teu sorriso deslavado cheio de más intenções são a minha perdição, deixas-me nervosa, perco o raciocínio e a razão porque tu és tudo…

Deusas do Monte do Olimpo

Na Fotografia: Brock O’Hurn Tu foste o amante escolhido pelas Deusas do Monte do Olimpo, o que não sabias é que Prometeu quando roubou o fogo aos Deuses escondeu-o em mim. Vieste à descoberta saciar o teu instinto, o que não esperavas era faiscar assim que entraste dentro de mim e seres o reagente deste fogo…