Arquivo de etiquetas: momentos

Cada um tem o que merece?

10400435_1638178746427856_2237674731707824375_n

Dizem que cada um tem o que merece, e que a vida retribui o que damos…
Não entendo…
Não guardo nada… de tudo quero tão pouco, e do tão pouco tenho nada
Caminho a passos pequenos, pesados, num caminho que me escolheu e que não permite perder tempo
Um trilho caminhado, pela vida vencido que baralha o meu pensamento
O caminho de agora sem as delícias de outrora onde sigo a passo lento…
Lento… e tento, com todo o contentamento, viver os momentos, ainda que sem alento…
Mas que não passam de pequenos tormentos de uma voz cá dentro que sufoca de sentimento
~PensamentosDeAlexandra

Ele é apenas apaixonado por um amor que já sabe que existe.

12313667_1630854267160304_6654202027443334381_n

 

Nem sempre quando escrevo é sobre um rosto específico, na verdade foram vários os rostos que à sua maneira me marcaram e deixaram de si em mim. Então pego nos vários pedaços das várias paixões que guardadas, misturo-os como se pertencessem a uma só pessoa e é para este todo que escrevo. Um rosto que não existe composto por pessoas reais que não sendo perfeitas deram-me deliciosos momentos de felicidade e quando os junto, são eternos e perfeitos. Escrevo-os como se seguisse uma receita, 10gr de emoção, 100gr de abraços, uma pitada de sedução e levo ao forno a tesão e é assim que vou escrevendo pequenos textos.
Nem sempre quando escrevo estou apaixonada, acontece é que ja estive e da mesma forma que guardo tudo o que ja vi, faço o mesmo em relaçao a tudo o que já senti. E quando tenho vontade de puxar a caneta como quem puxa um cigarro deixo fluir a mescla de sentimentos através da tinta e escrevo curtas de paixão, desejo ou saudade!

?A Vizinha

É o quanto basta para te sonhar e esperar.

35967dd32370eaf9776b545fe3439fe9

É,
Eu ainda agarro esta ideia, louca ilusória e infantil!
Pois que seja. Eu sonho, invento e reinvento, desejo ardo e espero.
Perfumo-me de sonhos, de cores suaves e castelos encantados.
É, ainda acredito e é por isso que te sonho!
Ah se soubesses o quanto eu sonho contigo e o quanto pareces real…!
Farei qualquer coisa para te ter para mim, a ti que te invento e não tens rosto, cor, cheiro ou sabor, não tens voz nem calor.
Conheço a tua alma, o teu coração o que te faz sorrir e chorar, mas se me cruzar por ti na rua, como te irei encontrar se tudo o que invento de ti é uma silhueta que não se assume e teima em demorar?
Oh! Tu és real, e eu espero e perco-me em momentos que um dia iremos viver, antecipo o teu abraço e a mais bela história de amor.
Dizem que não existes, não és real, que és o sonho que nunca será correspondido, a canção que nunca ninguém cantará, o por-de-sol que ninguém tocará, o arco íris que ninguém roubará!
Dizem eles mas não digo eu. É o quanto basta para te sonhar e esperar.
Eu não vou desistir nem me entregar a outro alguém que não tu, apenas porque tardas e podes nunca mais chegar.
Eu vou estar aqui, e vou ter-te para mim.

Nas relações nem sempre é Primavera!

wpid-13d4d9e3936483431325851c95d3025c

 

Daqui em diante vamos ver a nossa história crescer linha a linha, aumentando a cada novo parágrafo. Seremos as personagens da nossa história. A tinta já começou a correr, as vírgulas e os pontos finais já são pontuados e as interrupções e exclamações parte dos nossos momentos.

Ao primeiro beijo somamos muitos e muitos outros, depois do primeiro abraço vieram tantos mais e serão outros tantos os que estão para chegar. Após a primeira gargalhada juntaram-se muitas mais risadas. À primeira noite de amor, mil e uma noites de amor serão poucas…

Mas não somaremos bons momentos às contas da nossa vida, juntar-se-ao muitos outros momentos menos bons aos nossos dias.

Prepara-te porque escreveremos a primeira discussão que não será ficção e a ela surgirão muitas mais, vão surgir as primeiras lágrimas como resultado da jorrada de palavras ditas com a cabeça quente. Talvez venhamos a pensar desistir mais do que uma vez, mesmo que seja por escassos segundos, iremos morrer de ciúmes e discordar uma em outra vez.

Mas continuaremos a acrescentar páginas ao nosso livro, não será fácil como parece, vamos sorrir muito mas também existirão dias em que não quereremos sorrir um com o outro.

Desejo que na jornada que estamos a começar que nos lembremos SEMPRE de nos respeitarmos e que quando estivermos em conflito nunca esqueçamos de todos os motivos que nos juntaram.

Que os dias menos bons nunca se sobreponham aos bons momentos!

A Vizinha

Estava aqui a pensar em momentos perfeitos.

f0d1837f0a574d8ec141ff6aa6d1b27f

Momentos perfeitos são os nossos.
O meu sorriso que tanto adoras, derrete-se só de os lembrar.
Olhares secretos apenas por uma fracção de segundo porque logo logo nasce no rosto o sorriso tonto de dois apaixonados. E depois rimo-nos!
Rimo-nos pela falta de descrição, pelo olhar envergonhado que se cruza, porque estamos felizes, porque o outro sorri porque o outro sorri. Lindo!
Momentos perfeitos são os beijos roubados em segredo, o calor que nasce no corpo e implora por mais roubos, beijos, mãos curiosas… mas o tempo é curto e nós desejamos-nos muito mais.
Momentos perfeitos surge logo que os nossos olhares se cruzam. O mundo pára, tudo deixa de ter relevância e eis que nasce novamente aquele sorriso que nos caracteriza… sorriso de felicidade!
Momentos perfeitos são os nossos, sem imposições e sem complicações.
O sentimento flui dentro de nós e pertence-Nos.
Pertencemo-Nos por inteiro. Por isso os nossos momentos são eternos!

Pequenas delicias!

image

Momentos!
Um gosto de ti directo no teu olhar que te apanha desprevenido.
Um gosto de ti que também retribuis!

?A vizinha #69Letras

um lugar que ninguém vai ocupar.

image

Sentada no canto deste quarto onde nos devorámos em infinitos momentos, revivo-nos.
Memórias tão fortes, que me trazem o cheiro familiar da nossa paixão.
Sinto falta de ver o teu desejo crescer, com um simples movimento do meu corpo.
Deitada nesta cama, já à muito sem os lençóis que contaminamos de tesão, dezenas foram os filmes com que gravaste cada imperfeição do meu corpo, cada sinal que me pinta, cada cicatriz que me foi aberta.
Quantas noites de conchinha tivemos o privilégio de ter?
Conhecias o meu dormir. Sabias quando descansava com os anjos, ou quando precisava do teu aconchego para expulsar os diabinhos que tentavam estragar o meu sono de beleza.
Despertar com o teu toque a derreter-se na minha pele, era o melhor início de dia. Todos os dias, começávamos com o pequeno almoço dos deuses, o teu sabor em mim, o meu em ti. Líquidos cheios de açúcar.
Vício.
A tua mão a embalar os meus cabelos e a intensidade do teu beijo, trazem-me saudade….
Espero voltar a ver-te nos meus sonhos…o único lugar onde ainda existes, um lugar que ninguém vai ocupar.

?A vizinha #69Letras