Mais palavras para quê?

Na fotografia: Cara Delevingne Enrolada nos lençóis, despida, oiço-te ler com o roupão preto vestido, a fumar o teu cigarro eletrônico iluminado pela luz amarela da mesa de cabeceira. Escondi o rosto no cabelo e com os dedos desenhava caminhos invisíveis nos lençóis, enquanto lias. Sem palavras, envergonhada, corada, maravilhada, ouvia-te ler sobre nós. A nossa…