Vendida pelos genes

Vendida! Desprezada ou posta de parte. Por quem?  Por quem me tinha como garantida, chamam-lhe família… 

Quanto vale uma vida humana?

Pedido de evacuação à população…  ” Não saímos daqui! Lutamos até ao fim! Temos de proteger as nossas casas e os nossos terrenos! Não saímos daqui…”

Ri-te homem!

Ri-te e sacode essas inseguranças da alma! Parecem sanguessugas que se alimentam de misérias e tristezas.  Ri-te porque fica bem com esse bom coração que tens, de quem já sofreu muito e não quer falhar com nada.  Porque teu riso contagia o meu e o de outros, sabe Deus o quanto nos faz falta, sem…

Sem perder pitada da vida

“Não quero perder pitada da vida!”  De melancolia, estou farta! Farta de me auto controlar! Farta de controlar as emoções que me fazem viver esta vida que não dura mais que dois dias!  Quero sentir! Sentir-te! Deixar-me levar na conversa de um copo de vinho enquanto as minhas vontades dançam no balcão da cozinha! 

À beira do abismo

Cala-te e respira devagar! Este desejo que nos consome ainda nos atira para debaixo da ponte. Loucura que nos mete a pão e água, sem precedentes ou amores iguais.  Calma! Relaxa essa ansiedade de me teres em ti antes que me rasgues a alma.  Saboreia-me! Não tenhas pressa de chegar ao fim. Sente cada declive…

Será que faço falta?

Submersa  na noite da minha mente, exposta aos meus medos fecho-me ao mundo.  Não por muito tempo, uns reles segundos da minha existência igual a tantas outras, reflicto.  Se a minha luz se apagasse, se o meu espírito voasse e me abandonasse numa escuridão sem fim, quem sentiria falta de mim? 

Quando eu partir…

Não quero crises de choro nem tristezas! Nem tão pouco aqueles cujos os quais nunca fizeram parte da minha vida.  Quero um ar leve, céu azul claro e uma ligeira brisa do mar. Quero a memória de gargalhadas e lágrimas de alegria sentidas do passado. Quando eu partir permanecerei entre quem nunca quis que eu partisse….