Arquivo de etiquetas: mau feitio

Como o tempo

Quase de certeza que tem a ver com a recente bipolaridade do S. Pedro, mas estou como o tempo… ora me desfaço em luz, ora me ponho cinzenta, gelada, f@dida e sem um pingo de paciência,muito menos para a estupidez e pequenez humanos…

Sim, carrego no batom e sigo em frente, sim, volto a vestir a pele grossa, e sim, é melhor que não se aproximem… eu mordo! Ah, porquê? Porque sei que não me vão acrescentar absolutamente nada… sinto no ar, nas piadas sem um pingo de gosto e cabeça que mandam… Ah, isto passa, assim espero…

©VickyM #69letras

“És..”

És…

És rabugenta..
És mau feitio..
És teimosa..
És senhora do teu nariz..
És de fervura fácil..
És exigente..
És nervosa..
És impulsiva..
És mimalha..
Mas….
És doce..
És linda..

És magnifica..

És apaixonada..

És querida..
És humilde..
És trabalhadora..
És esforçada..
És “minha” (e eu teu)..
És o meu amor!!

#Anónimo #69Letras

Mau feitio? Temos pena!

Sofro de antecipação pelo que ainda não veio, numa ânsia que me deixa sem ar, incapaz de raciocinar e principalmente descansar.
 
Sofro
pela determinação e exigência que carrego e pela falta dela nos outros.
Fervo.
Em pouca água.
Fico cega e quente quando me sinto desrespeitada e peco quando por momentos me esqueço que somos todos diferentes e as pessoas devem ser respeitadas por quem são… mas é tão difícil!!!
 
Não posso com deslealdade e incoerência.
Perturba-me quem não sabe o que quer, ou não tem ambições.
 
Onde está o combustível que move as pessoas?
Qual foi o momento que deixaram de olhar para o céu há procura de novos horizontes?
Quando é que o chão se tornou interessante? Onde está o interesse em fazer sempre o mesmo caminho? Aquele mesmo que as pessoas se queixam!
 
É recorrente ouvir que tenho mau feitio.
Às vezes magoa-me outras estou-me mesmo a borrifar. A verdade, é que os poucos da minha vida, levam o melhor de mim, os outros, enfim, julguem-me.
 
Sou exigente e protejo as coisas que são minhas, e como leoa que sou luto por elas! Não dou liberdade para que me levem as minhas convicções.
Há coisas que se aprendem, e a verdade é que quanto mais facilitamos o espaço da nossa vida para outras pessoas, elas invadem-no e rapidamente perdem a noção dos limites. E naquilo que é meu (também me chamam possessiva, que se lixe!), defino muito bem a minha posição.
 
As pessoas vêm e vão, mas os teus alicerces e princípios não podem ser colocados em causa. São o teu edifício e o que te sustenta. É a tua salvação para te levantares quando todas as pessoas te pontapearem…
 

Por isso quem de ti gosta, excelente.

Quem não gosta, temos pena.

?Cátia Teixeira, Vizinha 69Letras® 2017