Arquivo de etiquetas: manhãs

Ups! E tu em cima de mim!

A noite caiu… ups! E tu em cima de mim.
Gosto tanto.
Gostar é pouco… tão pouco.
Mão marota, marotinha…
Percorres com esses teus dedos…hmm que pequena maravilha!
Atrevido de mente, audaz de movimentos,
Fico presa nesse olhar de pequeno demónio,
Desespero que acabes com a minha santidade,
Faz a busca da minha insanidade,
Satisfaz as nossas vontades,
Deixa-te de banalidades.
E sem dar por isso… a manhã chegou.
Deixamos na cama os demónios,
Até logo

 

©Krishna 2017 #69Letras

Vontades matinais

Vontades matinais

Nunca consegui explicar o porquê destas vontades, meras vontades.
O teu cheiro pela manhã intriga-me e até sair da cama sem um aconchego em ti me custa.

Custa tanto, não ter aquele beijo inconsciente…

Mas sou corajosa e saio da cama! Sem demoras, apanho-te no meu radar.
Quero-te perto, o meu corpo precisa de café pela manhã assim como precisa de ti o dia inteiro.
Bons dias e um beijo apertado,
Palmada na minha cueca e rabo em cima da bancada.

Ensina-me que a primeira refeição do dia é a mais importante,
Deixa-me saciada e esfomeada por ti o resto do dia.

© Krishna 2017 #69Letras

Manhãs…

Aproveito o dia, vivo cada momento, faço magia, na tua pele escrevo poesia, deixo-me em ti entranhada, para que cada momento sem mim, te lembres do aroma a jasmim, e que a pele te deixe arrepiada, num arrepio gostoso sem fim.

Bebo cada palavra, sinto cada pensamento, tocas-me como ninguém, dás-me o melhor que a vida tem, vicio-me em cada momento, como se de uma droga se trata, e quando não estás tudo me falta, és o café matinal que me desperta, me deixa os sentidos alerta, o cigarro lentamente apreciado, depois de um pequeno-almoço bem saboreado e que para ti me deixa tão liberta.

São momentos tão nossos, tão íntimos, impossíveis de alguém compreender, mesmo não estando junto estamos, sentimo-nos, comunicamos, nesta ânsia do querer, os melhores momentos que se podem ter e quando nos temos sonhamos.

Miss Kitty #69Letras

Sejamos alegres como as manhãs de primavera.

12565538_1648376728741391_6047019279036460624_n.jpg

Quero que passe o inverno, e não pelas saudades que me traz do verão, mas este tempo frio e chuvoso faz-me tremer e sucumbir ás mais infinitas tentações de desejoso carnal, do tédio que se revolta no meu corpo com a saudade de ti. Vislumbro nas gotas que caem na minha janela cada curva de teu desenhado corpo, e imagino-te a ver gémeas desta gota bater incessantemente na tua, pedindo que o meu conforto sejam teus braços, e pernoitar contigo, calorosamente, pelos simples facto de te ter a meu lado. Quero que passe o inverno porque esta imagem não me serve de consolo e a ti não serve de guarida no escuro da solidão. Sejamos alegres como as manhãs de primavera.

Ricco #69Letras
Na fotografia: Monica Bellucci