O que é bonito

o que é bonito? bonito é o que persegue o infinito, bonito é o que persegue aquilo que não tem limites, bonito é o que persegue uma grandeza cujos valores não são limitados, bonito é o que persegue o incalculável, o imensurável.

Sou uma perfeita repetição.

Sou uma perfeita repetição. Que anda sempre sem conclusão… De mão dada à minha decisão. De trabalho, conhecimento e empenho. Árduo, puro e permanente. Assim continuo nesta repetição, Mais confiante, mais serena. Mais com mais dá menos certo? Com menos medos! Descobrindo talentos, relembro a nostalgia de outros tempos… Brincava com letras, Descobria pontuação. Ganhava…

Saudade – Pablo Neruda

Saudade – O que será… não sei… procurei sabê-lo em dicionários antigos e poeirentos e noutros livros onde não achei o sentido desta doce palavra de perfis ambíguos. Dizem que azuis são as montanhas como ela, que nela se obscurecem os amores longínquos, e um bom e nobre amigo meu (e das estrelas) a nomeia…

escritora? Eu? Nada disso.

Hoje escrever é como conversar com um velho amigo, o papel sabe tudo em primeira mão, a caneta sente a força das minhas emoções e a tinta são as lágrimas e sorrisos que me acolhem. Tudo começou sem avisar assim como todas as coisas da vida que chegam de surpresa. Foi numa noite, estava sentada…

Pontos de viragem… 

Novos ciclos. A vida é imprevista. Perturbadoramente e inesperadamente uma caixinha de surpresas. Num ponto de viragem que nunca esperei mudei tudo. Aposto numa alteração brutal por amor e por carinho que nunca, até hoje, tinha recebido de maneira tão intensa e tão sincera. Mergulho….Entro a pés juntos, de cabeça, o que seja…. Como se…

Escrevemos… 

Há dias em que queremos escrever e sentimos que nada faz sentido. Procuramos palavras, sentimentos, um motivo, uma atitude, um gesto, uma palavra… E nada faz sentido. Escrevemos porque nos liberta e nos faz despejar a alma em palavras. Mas a alma é sorrateira e esconde-se nos meandros da nossa escrita. Esconde-se para não ser…

Lutas internas…

Prendo-me nas lutas internas com esperança de um dia me libertar, de expulsar pensamentos impróprios e exorcizar demónios. Sei que não sou o único e que muitos como eu lutam contra o seu coração, sua vontade e mesmo contra os seus sonhos, ao ponto de nos sentir-mos tão minúsculos e infelizes. Não tenho palavras sábias…