Arquivo de etiquetas: Krishna

Deixa-me proteger-te.

Porque te vejo tão frágil?
Mulher menina que és de frente para mim, de olhos castanhos profundos e mãos pequenas,
Curvas sensuais e pele sensível.

Porque és tão forte ? 
Deixa-me proteger-te.
Deixa-te ser princesa uma vez na vida. 
Fazer-me teu rei é apenas o meu sonho.
Tornar-me algo na tua vida.
Nessa tua vida que com esse teu ar de menina, tão bem dominas.

Vejo em ti uma vida.
Um sentimento de eterno inunda o bruto que sou.
Que dom é esse mulher que tu tens em mim?
Que feitiço me lançaste para tão apaixonado eu ficar por esse teu cabelo de curvas perdidas nos teus ombros?

Por favor! 
Deixa-me ser,
O teu interior perceber.
Prometo-te que não tens nada a perder.

 

#ImaginaçãoDeUmaRaparigaDespenteada

©Krishna  2017 #69Letras

Admiro-a, sem uma palavra lhe apontar.

Vocês sabem, quando ela tem um cheiro…
Aquele característico, que todos nós sabemos diferenciar.
Cheira-nos a vicio.
Delicioso vicio, que me conquista sem falar.

Admiro-a, sem uma palavra lhe apontar.
Ela sabe o que faz mesmo calada.

Continua ela com aquele cheiro…
Conduz a minha mente à tentação dos seus lábios.

Como ela faz isto? Pergunto eu…
Sentada de copo na mão, curvas assanhadas e de requinte interiorizado.
Como pode ela ser tão proponente e eficaz com qualquer ser que respire?
Queria desviar o olhar mas sou atraído por ti.
Mas estás a olhar para mim…

Sê gentil comigo,
Encontra o meu coração e pratica a amabilidade, pois eu preciso.
Necessito para além desse teu jeito apetecível,
Anseio que sejas algo mais que umas boas pernas.

Que te caia a máscara por favor!
Deixa-me ver as tuas cores,
Ser o teu pintor.
Vamos passar essas tuas fotografias de uma noite para obras de arte de uma vida.

#ImaginaçãoDeUmaRaparigaDespenteada

©Krishna  2017 #69Letras

Tinta… faz magia!

Escrita.
Assim sou eu.
De vezes demasiadas,
Outras desaparecidas.
Transpiro tinta.
Ela percorre o meu corpo,
Dança na minha pele.
Tinta… faz magia!
Seja ela onde for.
Escrevo,
No meu corpo, sem medos.
No papel transcrevo a minha alma até à exaustão.
Nua como sou.
De história escrita ou vivida.
Sou mais que tinta preta.
Palete de cores.
E tu?
Atreves-te a escrever-me?
©Krishna 2017  #69Letras

Conversas fiadas, conselhos dados…

Minha amiga,
De peito,
De rabo,
De pernas,
De coração.
Tanta noite louca,
Tanta bebida desperdiçada no nosso corpo…
Meu bem obrigado, por seres parte de mim.
Fantasia escondida,
Beijinho inocente… quem nunca?
Não fujas.
Preciso de ti sempre.
Para chorar, rir e cantar.
Abraços e gargalhadas.
Conversas fiadas,
Conselhos dados…
Vira mais uma garrafa e chega-te a mim amiga.
Prevejo uma noite longa…
Mais uma não é?
Já viste… somos desejo de tantos, juntas ou separadas.
O terror da noite,
O ideal da sedução juntas.
Se soubessem de metade… nem queriam imaginar mais.
©Krishna 2017    #69Letras

Como se nada fosse certo meu amante ?

Como se nada fosse certo meu amante ?
Ausenta-te por favor…
Preciso de mais uma vez poupar a minha alma a mais um sermão interno.
A minha mente calça os sapatos e palmilha em direção as recordações das noites passadas.
Até à próxima, digo-te eu de cueca molhada.
Este desejo carnal,
Preocupa-me.
Possui-me.
Amiga de segredos
Amante de orgasmos.
E mais uma vez nesta noite..
Seremos o que ?
Amantes ou amigos?
Sinto-me mais uma vez um salto alto bonito…
Anda por umas horas.
Não digas mais.
Curto e grosso
Sem modos e maneiras.
Não me faças apaixonar-me por ti.
©Krishna 2017     #69Letras

Metade de pecado

Cada durão sonha encontrar a sua metade.
A sua metade de pecado,
Prazer,
De diversão.
Podem ser duros, mas isso não chega.
E serem fortes será  a melhor opção.
Mas como qualquer bom coração,
A metade chega e os muros altos são derrubados.
Deixam de ser guia, passam a ser guiados,
Descansa!
Nunca serás transformado em algo que não és.
A tua essência permanecerá intacta.
Mas esta tua metade será a tua força.
©Krishna 2017      #69Letras

Obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas! 69 novas formas de prazer!

Regista-te em www.aubaci/69letras

Continuem com a fachada, que eu…

Falsos perfeitos,
Imitações baratas de Deus.
Um para cada um, ali bem perto para ouvir as vossas preces.
São todos imaculados, sem pecados.
Se soubessem o quanto perdem… eram a encarnação do demónio.
Continuem com a fachada,
Que eu vou dando umas valentes trancadas…
Podes à vontade,
Olhar, com toda a reprovação de vossas santidades.
Tenho onde por as vossas opiniões!
©Krishna 2017 #69Letras