Hoje eu quero ir ao inferno!

  Meu amor… Como gosto que me banhes de palavras suaves e celestiais… Meigos gestos em que o tempo congela e faz descer à terra o próprio céu… Em que cada segundo sinto o sabor das tuas mãos a recitar poesia na minha pele… Como eu amo a intensidade carinhosa que colocas em tudo… Desde…