Arquivo de etiquetas: ilusão

Fazendo de conta, conta?

Vou-me ocupando de coisas … é bom que desligue…
Era bom que assim fosse!
Não há nada que te tire do pensamento…
Não há nada que apague a tua voz , o teu rir da minha memória.
Nada que me faça esquecer esse teu jeito simplório que em tudo te assenta tão bem!
Nenhum dos desejos perde as vontades, nenhuma das minhas vontades te perde a fome …
Vou-me ocupando de coisas , para distrair a minha mente gulosa dos teus sabores,
da sensação do calor da tua pele na minha , da avidez da tua língua , dos teus dedos e mãos que imaginava sedentos de mim…
Vou-me ocupando de coisas pra não sentir a falta, para que em cada bocadinho que te posso sonhar te sinta com o sentir intenso da saudade …
E que de tão intenso me faça sentir-te real!
Vou, pouco a pouco, fingindo que te faço a vontade …
Fingindo que admito ser ilusão…
Fingindo que esqueço, fingindo que nao te vejo nem te sinto, fazendo de conta que
nem te lembro, nem te leio , nem te quero, nem te Amo!

©*My Sighs* 2017 #69Letras

Do Amor e da Ilusão…

Do Amor e da Ilusão…
 
Sim, porque o Amor não passa de mera ilusão, tentativa de fuga incessante à solidão, o querer que nos acompanhem na nossa viagem, de uma vida vivida de passagem, onde o destino é o nosso caminho, o qual traçamos devagarinho, em busca de uma felicidade que se torna uma miragem.
Iludimo-nos com o que pensamos ser eterno, que por vezes se transforma num Inferno, que suportamos por medo do desconhecido, embora ainda haja tanto a ser vivido, somos escravos do receio de estarmos sós, pensamentos que nos ferem só a nós, e acabam por tornar a vida sem sentido.
Por isso nada como viver o momento, e qualquer resquício de sentimento, que nos faça sentir vivos, e não nos torne de nós mesmos cativos, mas que em tudo nos liberte, mesmo que não passem de uma Ilusão, que nos toldem completamente a razão, quem sabe um dia por acaso, encontremos um Amor sem prazo…
 
Miss Kitty #69Letras

Vontades…

Mais uma noite, em que calo o desejo, na promessa de um beijo, que gostava tanto de dar, e as minhas dúvidas aplacar, sobre este amor sem sentido, porém tão apetecido, que me queima a Alma, me tira qualquer réstia de calma, em tudo diferente, por me seduzir o corpo, e despertar a mente.

Noite em que te desejo, o teu corpo é meu santuário, num momento imaginário, em que cada beijo se torna uma prece, que de longe te toca e o teu corpo estremece, como se me estivesses a sentir, antecipar o que está por vir, as loucuras ansiadas, por nós tão desejadas, que nos fazem corar e sorrir.

E neste momento vivido, imaginado e sem sentido, acabamos por nos render, ao amor e ao prazer, entre toques que decoram, desejos que afloram, os meus dedos são os teus, prazerosamente me tocam, me seduzem e provocam, e os teus dedos são os meus, numa dança de sensações, onde deixa de haver ilusões, explodimos de prazer, o impensável acaba por acontecer.

O meu corpo de ti transborda, sou o teu porto de abrigo, que por destino ou castigo, teima em tão longe estar, aguardo pelo teu amarar, nesta vida sem sentido que sigo, à espera do teu ancorar, para que as ilusões se tornem realidades, e saciemos de vez as vontades.

© Miss Kitty 2016 #69Letras

Há dias em que nada faz sentido…

13263666_1699665020279228_5364778323343895430_n

Porque há dias assim…
Há dias em que nada faz sentido…
Acordamos com uma sensação de vazio inexplicável em que sentimos falta de tudo e de nada, de nos sentirmos vivos, e nesses dias parece que só existimos…
Somos meras peças de um jogo de tabuleiro, que não sentimos como nosso, mas que nos deixa com uma incrível sensação de derrota, por não o conseguirmos vencer, vencer ao vazio e ganhar avida…
Há dias em que me apetece ter acordado ao teu lado só para sentir o teu corpo e te poder dar um beijo de bom dia…
Dias em que sinto o teu toque sem nunca me teres tocado, mas que parece ser tão real e isso não tem explicação…
Dias que sinto falta das nossas conversas sobre tudo, dos nossos desabafos e das nossas loucuras…
É nesses dias, em que mais sinto, que me interrogo se será verdade ou mera ilusão, mas por ti espero para o comprovar…
Será que um dia vens?…
E porque há dias assim, hoje fazes-me falta…

©Miss Kitty 2016 #69Letras

Gosto de ti mas gosto muito mais de mim….

13230064_1698843800361350_4774732236255578860_n

Certo dia, numa noite vazia onde o som da natureza era a minha música, a lua era a minha companhia, a minha voz não se ouvia e minha cabeça tentava ficar vazia, peguei no meu café, acendi o meu cigarro e olho para o céu onde passa um avião que fixa o meu olhar.. Riu-me, lembrando-me das nossas conversas sobre o que faríamos num avião, pergunto-me o porquê de me vires a cabeça. Será das nossas conversas que por vezes se tornam quentes demais? Será que aquele afeto todo me fascinou tanto? Será o tal click? Será desejo?! Ou Será de ainda te dever um café?!
Desejo-te imaginando-te como em grandes filmes eróticos, e tão molhada me deixas….
Sinceramente não me interessa, gosto de conversar contigo, de sonhar contigo, de pensar em ti, gosto da forma como na minha imaginação percorres todo o meu corpo, levando me ao delírio total!
És tão perfeito.. apenas com um senão… És um homem comprometido…. E que grande problema!!
Penso em me dedicar a ti mas é o teu casamento que assume o pódio nos pensamentos. Fico sem forças e mentalizo-me do fracasso das minhas fantasias. É tão mau não poder te tocar, é tão mau não poder te sentir, é péssimo este sentimento que tenho por ti… Gosto de gostar de ti, não é amor, não é paixão, é uma mera ilusão que criei naquele dia que vi o tal avião…. Gosto de ti mas gosto muito mais de mim….

Little Patrice

 

Johannesburg, 30 de Março de 2016

Desculpa só hoje te escrever, esta minha ausência forçada,
não se deveu a mais nada, do que andar perdido, meio baralhado,
estas horas de voos em escalas tramadas e ainda meio a tremer,
pelas horas prolongadas, que viajo sentado á janela imaginando te a meu lado.
Aterrei agora e no cais de desembarque olhei diversas vezes a ver se vinhas,
se tinhas perdido o medo de voar, encolhida nessa tua estatura de mulher,
imagens minhas do teu vestido a roçar a minha pele num ataque,
á minha mão que trémula não se adapta a viajar sem ter a tua perna onde pousar.
Não parei na cidade, não me apetecia caminhar no meio da confusão,
de cores e sentidos apinhados, uma cidade afroeuropeia de gente cheia,
de ilusão, acorrentada contínua e gestos apagados triste de emoção,
e sai procurando a paixão do Kruger como tu belo na sua imensidão.
Amei saber que podias estar a minha beira, ser parte da natureza que me rodeia,
selvagem como teu corpo, cheiro a lua cheia e urros de liberdade em paisagem alheia,
saber que podíamos também ser nós animais á solta, num sexo desenfreado, eu leão e tu leoa em pecado,
unhas cravadas em acácias em flor, e adormecer ao ar livre satisfeitos, ouvindo a natureza no seu esplendor.
Adormeci mais uma vez a olhar para ti, nesse retrato em que danças, como uma flor frágil ao vento,
e sem demoras ou contento, voltei a partir, estar selváticamente sem te poder sentir,
traz me um amargo tal, que não existe cheiro, na vida animal, que me acorde deste torpor, deste repartir de dor,
que me aquiete e assim decidi ir ver o mar, beber a agua salgada da Cidade do Cabo, beber do teu sabor,
subir á Table Mountain e ficar ali apenas a sonhar, que te via, sobre a cidade voar em meus braços,
corações unidos por dois traços no céu, teu rosto de Deusa coberto por um véu de linho,
escondendo teus lábios porque gosto, e tenho decorado o caminho e mergulhar sem vir á tona,
suspendendo o respirar, como se da tua boca sorvesse todo o ar, essencial á vida que adivinho.
Vou esperar mais uma vez pelo teu calor, sentar me a beira da agua e aqui ficar,
olhando as baleias e os pinguins a namorar, imaginando te sentada em meu lugar,
meus braços a tua volta e o som do mar a acompanhar, tuas mãos no colo a sofregar,
por poderes despir te e assim os dois desprovidos de roupas, mergulhamos no azul do cruzamento de dois oceanos,
envoltos em vagas entro em ti , tal qual sereia que vai a banhos tomas corpo e alma que despi,
e tal como um lobo do mar, numa voz rouca, te digo vem quando vieres, eu espero por ti aqui ao luar.
Vem com a vontade selvagem e coragem que tens de saber A mar…

O Inquilino #69Letras

Oh inferno que me fazes passar sabendo que não te posso tocar nem sequer falar .

1928766_1639346362977761_2762273155489966392_n.jpg
Não sei que tens mulher para mexer assim comigo .
Consegues desconcentrar me sempre que penso em ti .
Passo as reuniões com um sorriso estúpido na cara e com um tesão descomunal .
Oh inferno que me fazes passar sabendo que não te posso tocar nem sequer falar .
Já passou tanto tempo e nem assim se desvaneceu esta vontade louca .
Esquece me Sr Doutor … Dizes tu .
Impossível penso eu , nem no desgaste do ginásio ultrapasso este desconforto quase ridículo de estar sempre duro e pronto para ti .
Ah como queria que a Colômbia fosse mais perto , para te puder ter uma vez mais .
Já não gostas de fatos e gravatas !!!! Eu dispo me de tudo isso , mas diz me que sim uma vez mais .
Acordo com o teu cheiro no nariz , com a minha mão à tua procura , com os teus cabelos espalhados na almofada e sim com um enorme tesão que não me abandona .
Levanto me tomo café … Ah o café , aquele que tanto gostas , merda lá estás tu novamente na minha cabeça , a correr me nas veias .
A secretaria da recepção tem olhos verdes , reparei hoje , fiquei a olha la estupidamente pois eram os teus que estava a ver .
Louco , louco e insano que estou … Sai me da cabeça , sai mas entra em mim e deixa me entrar em ti .
Vou enlouquecer aqui neste canto do mundo a viver uma ilusão que me vai matar .

Raven