Batida atrás de batida…

Vida madrasta que tanto me tiras. Serei demasiado fraca para te enfrentar ou altruísta o suficiente para não te dar razão? Nestas noites que percorrem meu corpo, faltam-se as forças nos meus joelhos para me aguentar de pé. Batida atrás de batida, Os meus pés arrastam-me para o meu caminho, seja ele certo ou errado….