Gulosa ( parte 1 )

Há dias e dias… Uns dias estamos mais sensíveis, outros mais frágeis. E há aqueles dias em que temos apetites invulgares! Hoje! Não suporto mais esta sede de ti em mim. Vou-te provar! Espero-te no corredor do prédio… Lá vens tu! Com o teu ar sorridente e despreocupado! Respira fundo Steel! Estás quase lá… -Bom…

Vencida pelo silêncio

Mais uma batalha perdida. As tuas armas favoritas ferem-me até às entranhas do meu ser. Silêncio. Desprezo. Tua armadura de ferro que se opõe sempre à minha fragilidade humana. Esse teu coração de pedra, já tantas vezes por mim aberto, teima em sobreviver apesar dos golpes fatais que eu lhe causo. Neste chão observo a serenidade…

Quem é este estranho que nada sei mas quero de volta?

Esperei uma eternidade por aquele estranho como quem espera pelo fim de semana e quando finalmente chegou os relógios acordaram para o levarem junto com o tempo. Já que te foste podias ter levado as nossas memórias também contigo ao invés de me deixares neste purgatório sem a tua pele, mas contigo a assombrares a…