Não me perguntes nada.

Não me perguntes quem sou tem dias que nem eu o sei. Sou tanto e tantas vezes sou menos, sou quem tem de ser naquele instante. Faz assim, não me perguntes é nada. Olha-me e se me sentes, deixa-te de estar. Sente-me como se te tivesse a tocar, olha-me como se me devolvesses o toque…