Escreve-me | Poesia: Florbela Espanca

Escreve-me! Nem que seja só Uma palavra, uma palavra apenas, Suave como o teu nome e casta Como um perfume casto d’açucenas! Escreve-me! Há tanto, há tanto tempo Qeu não te vejo, amor! Meu coração[…]

Continue reading …

Amar Intensamente | Florbela Espanca |

De que vale no mundo ser-se inteligente, ser-se artista, ser-se alguém, quando a felicidade é tão simples! Ela existe mais nos seres claros, simples, compreensíveis e por isso a tua noiva de dantes, vale talvez[…]

Continue reading …

A minha opinião sobre o casamento é a seguinte: acho o casamento uma coisa revoltante!

A Única Coisa que Desculpa o Casamento é o Amor Na carta que lhe escrevi dava-lhe, como me tinha pedido, a minha opinião sobre o casamento. É a seguinte: acho o casamento uma coisa revoltante![…]

Continue reading …

Sou ao contrário

Florbela Espanca: Eu não sou como muita gente: entusiasmada até à loucura no princípio das afeições e depois, passado um mês, completamente desinteressada delas. Eu sou ao contrário: o tempo passa e a afeição vai[…]

Continue reading …