Arquivo de etiquetas: filhos

Criança em mim💙

 

 

Há longo caminho pela frente, precisamos esquecer a dor, ignorar o que ainda nos magoa e continuar …

Fui uma criança feliz , no meu tempo o dia da criança era todos os dias!
Podias correr na rua com os amigos e brincar às caçadinhas e escondidinhas ,
como dizíamos , na rua , no bairro e livremente!
No caminho de regresso da escola , com as amigas , apanhava papoilas e bem-me-queres na beira da estrada !
Tínhamos todos os mesmos amigos , a mesma escola , a mesma explicadora!
Partilhava-mos o lanche, as piadas e alguns segredos !
Não havia muito tempo para ver TV , mas não falhava o top mais ao sábado , o Macgaiver e o Michel Night com o carro kit ao domingo e o topogigio perto do jantar!
Na criança feliz que fui , não havia lugar para pensar muito nos problemas sociais!
A hora de jantar era sempre com os Pais e havia aquele tempo disponível , sem canais de TV, computadores, tablets e telemóveis …. era sem dúvida muito mais caloroso e afetuoso !
No verão ía para a aldeia de férias , corria descalça nos campos , comia fruta direta das árvores e de noite contava estrelas no céu e ouvias as conversas das velhotas!!

Sou Mãe , como todas as mães e pais do meu tempo , temos dificuldades que nos cruzam o caminho, umas mais penosas que outras , mas todos teremos !
Damos tudo aos nossos filhos para ocupar o tempo que não lhes podemos dar!
Enganamos os nossos filhos ou a nós?!
Só mais tarde percebemos o quanto perdemos , o quanto se perdeu e não podemos voltar atrás !

Ser criança hoje é ser semi-adulto, apesar de achar que devemos ocupa-los com atividades construtivas para o futuro , em vez de andarem na rua que hoje não são como o meu bairro antigamente, ou colados aos computadores e redes socias …

Esquecemo-nos de que são crianças e precisam brincar, pinchar, andar descalços, sujar-se com terra , dar de comer aos patos, ver quintas e animais sem ser dos que falam na TV ou dos que já vêm embalados no super, lavar o carro com o pai ou limpar o pó com a mãe ….
Coisas que nunca vão dar valor se não formos nós a       viver com eles. 

Ser criança hoje … é mais ingrato, apesar de tanto cinema e Disney é mais cru , mais real, mais violência e influência àquelas pequenas mentes que sugam tudo !!!
Ser criança somos sempre , garanto-me , adoro sorrir e brincar porque está em mim!
Há longo caminho pela frente, sim ….
precisamos esquecer a dor , sim ….
ignorar o que nos magoa,sim e continuar em frente!
Serei criança sempre…. até que a Alma doa de velhice

©My Sighs 2017 #69Letras

Mãe dá sem receber

Poderia dizer muita coisa para o dia da Mãe, mas esta data, não é por si só o suficiente para expressar o que o dia da Mãe representa.
Esse dia comemora-se logo no início da gestação. No dia em que tiveram aquele ser nos braços, na educação que lhes deram ao longo da sua vida, na forma os criaram e amaram.
Esse são os dias da Mãe, alguém altruísta o suficiente para chorar as vossas lágrimas e limpá-las, para lamber as vossas feridas e ajudá-los a reerguerem-se.
A forma como dá sem receber, isso é ser Mãe.
Mãe refila, castiga, amua, chora às escondidas, suporta a indelicadeza dos filhos, as palavras proferidas que podem provocar danos catastróficos. Mas, mesmo assim, ama incondicionalmente.
Poderão dizer que nem todas as mães são assim. Verdade!, mas também nem todos os filhos sabem respeitar, nem amar quem os pôs ao mundo.
A relação Mãe/Filho é uma faca de dois cumes. Quem é mãe, sabe do que estou a falar, porque além de mãe também é filha.
Existe um proverbio que diz:
“O mal que fizeres aos teus pais, irás prová-lo nos teus filhos.”.
Garanto-vos que é verdade.
Como Mãe digo-vos que é gratificante ver quem geramos, florescer à nossa frente, formar-se à nossa imagem.
Sentires-te orgulhosa do que criaste, mesmo que não o digas com frequência, faz o nosso rosto iluminar-se de alegria.
É um trabalho árduo, sim!, mas adormeces sempre com um sorriso porque sabes que estás a fazer o correcto.
Se adoro ser Mãe?
Sim, como todas as letras.
Que é desgastante?
É!, mas com o passar dos anos, esse desgaste é retribuído com muito amor e carinho.
Desejo-vos um Feliz DIA DA MÃE.
© Lola 2017 #69Letras

Primeiro-ministro manda os portugueses imigrar

Desculpem-me lá mas eu vou ter que comentar uma notícia que acabei de ler. Qual é a ideia do senhor primeiro-ministro de mandar os portugueses emigrar? Estupidez? Só pode ser. É que nenhum primeiro-ministro devia de ter a infeliz ideia de mandar o próprio povo emigrar. Em primeiro lugar devia de querer era todos os portugueses em Portugal, já que é o “nosso” país. E em segundo lugar se não sabe dar conta do recado que faça lugar para quem sabe.

Eu sou sincera – não entendo nada de política. Mas uma coisa sei – sei que não se emigra só por um “político” dizer isso ao povo.

Não se emigra de um dia para o outro. Não se chega ao “destino” e lá está uma casa e um trabalho onde se ganha bem a esperar-nos. Não, o que espera os emigrantes é trabalho duro, infelicidade e muitas lágrimas. É preciso saber para onde se vai antes de ir para lá. É preciso ter a certeza que teremos um trabalho e dinheiro a cair todos os meses na nossa conta bancária. É preciso sofrer para viver.

Eu nunca tive a “sorte” de viver em Portugal, já que os meus pais emigraram a muitos anos. E sei o que lhes custa estar a viver na suíça e não em Portugal. Eles aqui não são felizes. Eles estão cá para poder proporcionar uma vida melhor aos filhos. Pode haver agora pessoas que pensem – ah aqueles estão na suíça, são ricos. – para essas pessoas tenho uma notícia bombástica: Não somos ricos! Nós – os meus pais já passaram grandes dificuldades aqui. Fartamo-nos de trabalhar para podermos ter dinheiro para ir visitar a família. Caiem lágrimas todas as vezes que temos de nós ir embora. É um aperto enorme no coração quando por telefone vamos sabendo o estado dos membros mais velhos da família. Não podemos sair de casa e ir lá ter, porque estamos a muitos quilômetros de distância das pessoas que gostamos. Das pessoas com quem os meus pais cresceram e viveram. Ta certo que aqui podemos comprar mais facilmente um bom par de tênis ou uma peça de roupa mais cara. Mas sabem uma coisa? Eu prefiro ser feliz do que andar com roupas de marca. Eu preferia poder ir todos os dias a praia do que comprar algo mais sofisticado.

Espero que entendam. Vida de emigrante não é fácil nem bonita.

?? © Peregrinus 2017 #69Letras

Perda

O sentimento de perda não é algo que seja fácil de lidar. Seja de uma amizade, de uma relação, de um emprego ou de uma perda para a morte. Hoje falo-vos da perda de filhos, ainda dentro de nós…

Nem sempre é fácil engravidar. Recorremos a técnicas como a FIV ( Fertilização in Vitro ), que acaba por ser um dos últimos  recursos a tentar. Não é algo fácil, o lidar com a incapacidade de engravidar normalmente. Sentimos-nos diminuídas perante a mãe natureza, perante as amigas, perante aqueles que nos perguntam pelos filhos que ainda não temos… Eu percorri esse caminho, até chegar à FIV. Injectei hormonas que me faziam crescer os óvulos. Fazia eco- vaginais quase todas as semanas para a respectiva medição dos óvulos. Na farmácia olhavam de lado quando ia comprar seringas, mas quando explicava para o que era, abriam-se num sorriso, uns genuínos outros de compaixão.

A verdade é que é um processo emocionalmente terrível…. Depois vem a retirada dos óvulos e a respectiva recolocação no útero. Por vezes acontece o nosso organismo fazer uma hiper-estimulação ovárica ( grande palavrão), que faz o nosso corpo deixar de funcionar aos poucos e, lá vamos nós parar ao hospital 🙁

A ansiedade começa a aparecer e só começa a serenar quando vemos os resultados das análises, das primeiras ecografias e quando sentimos a vida crescer dentro de nós, sempre com o estigma de ser uma gravidez de altíssimo risco.

Mas ás vezes, o caminho que nos custou tanto a percorrer é quebrado e, sem mais nem menos entramos em trabalho de parto ás 22 semanas e não há nada a fazer. Ainda dizemos: ” Salvem-nos!”, mas não há nada a fazer. Dava-mos a nossa vida por eles, mas, simplesmente, não é possível.

Nunca me senti tão impotente…

Nunca uma dor de alma foi tão grande, tão rasgada….

Depois vem o vazio….

Depois vem a depressão…

Depois vem o querer fugir do mundo e viajar até eles…

Muitas vezes olhamos para o frasco de comprimidos na gaveta, chegamos mesmo a abri-lo….

Mas a vida vai passando e nós vamos nos recompondo, e eles ficam para sempre no nosso coração.

The Oyster #69Letras

Eu não sou mãe, mas as minhas amigas são | Parabéns às mães com testosterona!

13087535_1690915034487560_747755494541300887_n

Na fotografia: Angelina Jolie

Eu não sou mãe, mas as minhas amigas são! E este texto é para elas!

O que eu sei sobre ser mãe? Nada. As referências que tenho adquiri da minha mãe e das mães da minha vida!

– As mães estão sempre prevenidas!

Se me dói a cabeça ou me corto num dedo é com uma mãe que vou ter porque elas têm sempre uma super mala com todo o tipo de coisas. Um penso para o joelho do Martim que por nunca estar quieto e só querer cair por vezes cai e magoa-se o joelho. Ou então porque a Joaninha é uma menina franzina e qualquer resfriado aumenta a temperatura do corpo da menina, então tem de ter sempre à mão um ben-r-ron. Chuchas, um brinquedo qualquer, um pacote de bolachas, uma t-shirt, toalhitas, um creme hidratante… ui! Lista infindável. As mães e os seus cuidados! As mães e os seus 30 passos à frente de qualquer eventualidade são autênticas profissionais em analisar o risco das coisas.

– As mães são altruístas!

Cada que passo que dão, cada escolha tomam desde que acordam até que adormecem é a pensar nos filhos. Estão aptas para tudo; serem mulheres, esposas, amantes mas primeiramente para serem mães!
Elas são autênticas ginastas da energia. Acho que só as mães conhecem o local secreto onde se podem reabastecer de forças para continuar a lutar. É um privilégio unicamente delas. É a regalia de amar a extensão de si mesmas.
Mas mãe cansa-se. Até os super-heróis têm as suas fraquezas e elas guerreiras da vida e protetoras do seu sangue não são excepção. Também pensam em desistir, também querem fugir e estar sozinhas, dar um grito bem alto e gritar foda-se para isto tudo! Elas desesperam, por elas e pelos filhos. Mas depois de refilarem e barafustar basta um sorriso dos seus meninos que automaticamente se renovam e estão prontas para continuar. ( sim, porque quer tenhamos 8, 15, 20, 30 ou 40 anos seremos sempre mas sempre os seus meninos e meninas).

– Não sou mãe mas admiro-vos!
Eu só vos observo e cada vez mais me pergunto como conseguem adormecer e ver os vossos filhos crescer.
A vida é incerta, os perigos são tantos e as exigências cada vez maiores.
É tudo mais.
Mais bens: (quem tem o quê) ,
mais educação ( que nem sempre é sinônimo de um futuro grandioso),
mais sociedade e menos nós próprios!
Eu morro de medo.
Quero muito ser mãe é um desejo muito maior do que a minha capacidade de me expressar..!
Mas,
desejo ser tão boa mãe como vejo muitas de vós o ser!
Orgulho-me.
E amo-vos por isso!
Vocês sim são o sinônimo de amor incondicional, são um império numa só pessoa e merecem a admiração de todos nós.

Não me posso esquecer dos nossos homens que por terem uma má mulher têm de se reinventar e ser o Ying que falta à mãe dos seus filhos.


Mãe não é parir.
Mãe é amar.
Parabéns às mães com testosterona!


A Vizinha #69letras -Minha SIS tem um dia feliz

Feliz dia do Pai

‘Existem vários tipos de pais. ? Durão ?, brincalhão ?, amigo ?, reservado, alegre, sério… O mais importante é o amor que os une aos filhos ? pela vida inteira.’

– Parabéns pai! Hoje é o teu dia. Feliz dia do Pai –

Apesar dos nossos altos e baixos AMO-TE do fundo do coração. És o meu ?.
Obrigada por tudo

Peregrinus #69Letras

 

O acaso os separou o acaso os uniu.

image

Encontraram se num acaso, desses acasos de porta semi aberta em que o conhecimento é feito a medo e com receio que não haja alongamentos ou avisos prévios para desaparecer. Falaram do tudo do nada, da familia, dos filhos, do emprego, do dia a dia comum a tantos mortais. Sorriram naquela mesa de café como se fossem intimos há muito tempo e tocaram se nas mãos, num toque trémulo com receio de tentarem forçar a porta semicerrada sem que sentissem tal á vontade que o encontro se …tornasse algo mais que só um encontro. Despediram se prometendo voltar a encontrar se brevemente. Ele partiu no dia seguinte para o estrangeiro, sem contar foi chamado a pressa para abrir uma nova filial e entre todos os afazeres não teve tempo para se despedir dela. Ela foi para fora também porque a ausencia dele e os constantes olhares para o tlm estavam a deixa-la deprimida. Decidiu viajar e escolheu um país de africa, porque tinha nascido lá e tinha saudades do cheiro da terra. Num desses dias de acaso quando o sol beija o mar ela sentou-se na areia da praia vagueando entre os pensamentos, qual ondas do mar que no seu vaivém, beijam a areia. Nesse final de tarde num toque assustado no ombro, levantou-se em sobressalto e encarou de frente com os olhos dele. E naquele impeto que tardou em ser, chegar e estar de tardio não passa. Beijaram se e amaram-se, não por acaso. Não procuraram explicações nem falaram sequer no assunto. O acaso os separou o acaso os uniu. Explicações para quê ?

O Inquilino

?A vizinha #69Letras