Arquivo de etiquetas: felicidade

O tempo do destino…

Como é bom estar apaixonada…
Acordar e adormecer com aquele ser a ocupar os sentidos, a despertar um sorriso doce…
Como sabe bem o coração em constante palpitação, a mente em constante viagem, como são sentidos os suspiros esperançosos de que agora tudo fará sentido…
Pensamos Continuar a lerO tempo do destino…

Ilumino-te. Apagas-me. Acendo-me e roubas a luz.

O único pecado que existe é não estares ao meu alcance, como poderei eu saciar-me se não te tenho aqui onde és preciso?
Preciso-te para que me preenchas com os teus pedaços de homem trágico. Luz todos a temos, mas quantos de nós entram no quarto escuro da alma em que habitamos? E desses quantos, quantos são os que o partilham ou se deixam visitar? Adoro-te por isto! Pela porta que me abres, onde rompo por ti a dentro e instalo-me na noite sem estrelas onde resides, bruto, liberto, nessa mártir que me seduz onde alberga a minha luz. Continuar a lerIlumino-te. Apagas-me. Acendo-me e roubas a luz.

Lágrimas

Percorro o beco mal iluminado, fazendo me lembrar onde outrora fui feliz.
Onde a minha infância era inocente, sem preocupações.
Só ali fui feliz.
Mas os retornos a casa eram um castigo, a vida que me deram e levei, não foram das melhores.
Pais ausentes, educação de rua, dos vizinhos.
Aprendi cedo o que era suportar o mundo nos ombros.
Tornei-me uma pessoa amargurada, fria, sem amor.
Amor, o que era isso??
Senti na pele e no corpo, tudo o que sou hoje.
Tornei-me num muro inpenetrável, nada nem ninguem me poderia atingir.
Mas a vida traz-nos muitas surpresas, agradáveis ou com dissabores. Bem o sei…
A reviravolta que a vida me deu, não estava a preve-la. Alguém se colocou no meu caminho, fez-me sentir, fez o meu corpo e mente abalar.
Aos poucos, o muro que tinha construido, foi derrubado e preenchido com carinho, com amor. Sim soube o que era amar.
Ao fim de muitos anos, senti as lágrimas correrem pelo meu rosto.
Lágrimas negras de dor e felicidade.
Dum passado sofrido e dum presente radioso, que nunca pensei poder merece-lo.
©Lola 2017 #69Letras

Sorrisos

De uma criança,
De um adulto,
De um idoso,
De alegria,
De esperança,
De amor,
De amizade,
De malícia,
De vitória,
De esforço,
De solidariedade,
De conforto.
Um verdadeiro,
Um falso,
Um injusto,
Um misterioso,
Um contagiante,
Um acolhedor,
Um louco.
Com emoção,
Com o coração,
Com a cabeça,
Com vontade,
Com intenção,
Com brilho,
Com batom.
Sem tristeza,
Sem medo,
Sem vontade,
Sem esforço,
Sem alegria,
Sem contágio.
Evitado ou não,
Forçado ou não,
Alegre ou triste,
Discreto ou vistoso,
Com riso ou sem riso.
Seja qual for o tipo,
A emoção ou a pessoa,
O sorriso é lindo.
A expressão universal,
E apreciada por todos.
Por mais pequeno e rápido,
Que seja,
Um sorriso é,
Simplesmente,
Uma delícia!

© Fox 2017 #69Letras

Não interessa quantos são

Não interessa quantos são.
São todos filhos do coração, quem diria que eu teria um coração de tal tamanho.
Os dias correm, corremos com eles de tal forma que perdemos demasiado à nossa volta.
Tomamos por certo tanto que nos escapa entre os dedos.
O vosso crescimento, meus queridos sobrinhos.
Os vossos medos, receios, vontades e preguiças.
Desculpem se em algum momento me quiseram junto de vós e não consegui aí estar para vos confortar.
Todos os momentos são únicos quando estou com vocês, ensinam-me tanto em tão pouco tempo.
Gabo-vos a forma de encararem a vida, todos os problemas, com esse vosso sorriso sincero e genuíno.
Sei que às vezes a vida prega-nos rasteiras, a tia sabe. Mas a tia está cá para vos apanhar sempre… e nestas rasteiras não choram, são por vezes mais fortes que os adultos.
Só quero que chegue o dia em que tomem consciência do quanto adultos já são, sendo tão miúdos. Hoje tomo-vos as dores como as minhas tias de certa forma, tomaram. Mas sei o que vos custa.
Quando tudo cai à vossa volta, quando os papás tentam não vos mostrar toda a mesquice deste mundo, vocês meus seres inteligentes, sentem mais do que visualizam.
Vocês são enormes, nunca se esqueçam disso.
Toda a tia tem este dever, não posso dizer que é prepara-los, pois eles prepararam-se sozinhos.
Acompanhem-nos nesta caminhada, ajudem-nos a tornarem-se adultos conscientes e agradecidos. Esta é a nossa função como tias/tios.
Embora o meu útero ainda não tenha gerado vida, sei o aperto de um amor pequeno, baixinho e birrento.
Não saiu de mim, mas são meus.
Todos eles.

©Krishna 69letras 2017 

 


 

Ah put@ da inveja!

Em conversa com uma grande amiga cheguei a várias conclusões brilhantes ou nem por isso, de tão óbvio que se apresentam os factos.

O momento de efeito AHA começa quando ela me diz: 

-Isso é só inveja, não ligues!

Inveja?  Continuar a lerAh put@ da inveja!

Acabou…..

Acabou!…
Não podemos continuar neste impasse.
Fazes de mim gato sapato, usas-me como se de uma
peça vestuário se tratasse.
Chega!!
Amo-te. Mas esta relação de amor/ódio não vai terminar bem.
Nos dias em que as coisas te corre bem, és um excelente amante,
amigo maravilhoso, fazes-me sentir uma mulher bonita, desejada.
Mas quando os dias sombrios te assolam, viras um ” cabrão”,
tratas-me com desdém, como se fosse uma mulher de esquina.
Procuras-me só para descarregar a tua raiva.
BASTA!!!
Não sirvo para ser despojo de  ninguém, muito menos de alguém que não me valoriza.
Não sirvo de saco de boxe.
Queres libertar essas energias, vai para um ginásio,
pratica desporto, procura-te.
Busca em ti mesmo o que realmente queres desta relação.
Porque o único desporto, que algum dia poderás ter comigo,
será saber me amar, respeitar como mulher, amante e amiga.
Amo-te e sei que te vou amar sempre.
Sei que não podemos, nem devemos mudar ninguém, que temos
de aceitar como todos os seus defeitos, se gostamos
se amamos.
Mas sei que neste momento, nesta relação é só um amar.
Eu…
Liberto-te deste meu sonho, chegou ao fim.
Mereço ser feliz.
©Lola 2017 #69Letras