Arquivo de etiquetas: existir

…eu vou em frente porque só está vivo quem se sente.

12631293_1652381178340946_6872931304361836559_n.jpg

Não sou cristão,
ou judeu,
no mínimo
podia ser ateu
se não existisse
a religião de ser teu…
Não preciso de um deus
eu tenho a minha musa
que me inspira
e me eleva,
Única que me dá aquela tusa,
Até já te imagino vestida só com uma blusa branca
meio transparente,
Só de pensar fico quente,
és o que mais imagino na minha mente,
chama-me pecador,
chama-me indecente
Mas acredita
eu vou em frente
porque só está vivo
quem se sente.

CJah #69Letras

 

 

És louca! Isso não existe!

12341074_945751418813119_4529781845915179202_n.jpg

Fotografia: Dave Myles

És louca! Isso não existe! – Diziam-me. E eu persistia nesta ideia louca onde a magia não é só ilusão pois também acontece. Era impensável eu estar louca. Mas se loucura fosse a minha doença, por favor, deixem-me morrer dela. Enquanto pensares assim nunca vais ser feliz! Diziam-me. E um nó no peito nascia junto com a lagrima no canto do olho. Eu é que sei! Sei do que falo! – Afirmava eu. E assim deixava, na porta de entrada, as opiniões das pessoas. Na porta, sem entrar, a olhar para mim e eu a voar. E eu continuo louca. Louca por achar que amar é simples. Prazeroso. Solarengo. cheiroso. revitalizante.sorridente. É possível sim, amar naturalmente… Sei que sim. ELE veio confirmar a minha loucura.

A Vizinha

São mais os dias que já não te amo do que os que te amo.

 

8d2f95eec05b26c1d41a02e0dc4ac9fb.jpg

Fotografia: Via Pinterest

São mais os dias que já não te amo do que os que te amo.
Nos dias que te amo nem mesmo a minha respiração faz sentido, cada minuto que passa, cada coisa que faça, cada coisa que olhe, não tem cor, imagem ou sabor. Nesses dias o teu nome ecoa na minha mente, o meu coração aperta e eu sufoco em saudades que brotam pelo olhar.
Choro a tua falta, choro uma história interrompida/inacabada, morro mais um pedaço, e deambulo neste mundo vazio de ti.
Nos dias em que te amo, não existe presente, nem futuro, existe apenas dor, vazio, tu, e as lembranças de nós. Às vezes não sei como vou sobreviver sem ti, sem a tua falta, sem a nossa história para continuar. Levaste o meu chão, os meus sonhos e nos dias em que te amo, não existo apenas vagueio, vazia de nada.
Felizmente, são mais os dias que já não te amo.
Na maior parte dos dias não me lembro de ti ou até que ainda moras em mim. As estrelas encantam-me, o vento dá-me esperança, e no meu peito esbanjo sonhos e desejos que se leem quando sorrio, e no meu olhar trago a certeza que a vida está só a começar e é assim que nos dias em que não te amo, os dias nascem e descansam e eu sigo sem te recordar.

 

A Vizinha