Arquivo de etiquetas: existência

Amo a vida como Amo alguém

Sou um mero homem…
 
Apaixonado de mil amores…
Por vezes o fogo consome a minha paixão numa tentação assolapada…
Saudades de um amor apaixonado, de um beijo roubado, de um sussurro iletrado.… Soubesse eu de onde venho e para onde vou…
Se que nasci um dia e um dia vou… Mas isso não importa hoje e agora.… Importa o sorriso apaixonado…
A vontade louca de sair de quem sou e ir para perto do que tu viste em mim.… Melhor homem ou melhor pessoa…

Continuar a lerAmo a vida como Amo alguém

Já não sei quem sou

Vesti tantas peles ao longo desta minha estadia térrea,
que já não sei que pele usar.
Sinto-me despida, vazia,
mas ao mesmo tempo prestes a rebentar.
Acumulei tantas emoções,
descarreguei tantas decepções
que agora….
Já não sei quem sou.
Gostava de voltar a ser tudo,
mas sinto-me como um nada.
Vejo o meu corpo envelhecer
o meu olhar entristecer.
Mas a minha alma e espírito
teimam em permanecer jovens.
É uma batalha da qual não sei
qual será o fim.
Tento resistir, voltar a rejuvenescer,
mas o cansaço vence-me.
Sei que está mais uma pele a nascer.
Mas não sei o que será, nem o que o futuro
me irá reservar nela.
Aguardo pacientemente o desfecho de mim.
© Lola 2017 #69Letras

Compêndio de Botânica comparativa do Bastardo

Margarida, Flor colorida de natureza selvagem e existência sazonal
– Mulher de beleza natural,  não necessita de muito aparato, antes opta sempre por usar de simplicidade, utiliza a sua personalidade rebelde orgulhosamente e tal como a flor que floresce ao primeiro despontar da Primavera.
A mesma renasce com o florescer de um novo AMOR, muitas vezes perde-se na monotonia do dia a dia e necessita de uma nova primavera.
Malmequer uma flor silvestre também sazonal ao contrário da descrita na reflexão anterior
 – Muito mais delicada e doce assim como a mulher que com ela se identifica, apesar de também não gostar de adornos a sua aparente fragilidade confere-lhe uma imaculada beleza, crente no amor perfeito que atravesse as estações da vida, quando magoada a recuperação é difícil mas volta revigorada para se entregar completamente novamente.
Lírio Flor exuberante e de cores vibrantes necessita de um habitat específico para florescer
 – Só proliferam quando as condições são benéficas, raras entre as mulheres, estás são lutadoras, independentes, crêem em si próprias, têm uma força interior incomum, lutam pelos seus inclusive sacrificar-se pela família, tal como a planta que morre para alimentar os filhos que começam a florescer, são perspicazes por natureza e audazes por temperamento, quando amam entregam-se totalmente sem tabus, o foco do seu amor deve ter um espírito livre para poder acompanhar uma mulher assim.
Rosa talvez a flor mais famosa e conhecida
– A que conhecemos normalmente nas suas várias cores é um híbrido da Rosa selvagem, alterada geneticamente para durar mais tempo e ter um aspecto mais sumptuoso, tal como na mulher que nasce livre e desprendida como a rosa selvagem, a sociedade e a vivência fazem-na crescer e evoluir nas suas variadas versões e cores, são altas, baixas,gordas ou magras mais delicadas, mais elegantes, mais desportivas e casuais, com mais ou menos camadas de pétalas ou emoções comparativamente, será sempre a iconografia da mulher.
Orquídea, vive da lua nova à lua cheia em todo o seu esplendor
– A sua delicadeza é tal que durante o dia dissimula-se fechando parte da sua folhagem para não se queimar, à noite com a Lua exibe toda a sua exclusividade, extremamente raras, alguns espécimes só se encontram em sítios inóspitos e são de valor incalculável. Todas as mulheres têm uma orquídea dentro de si, embora ao longo da sua vida nem todas tenham a oportunidade de a explorar e mostrar, são condicionadas pelo espaço ao seu redor e pelas oportunidades criadas por elas próprias e pela vida que escolheram, quando lhes permitido mostram a sua quinta essência , a liberdade de amar a si e outros incondicionalmente livremente sem condições impostas ou dogmas, o homem capaz de fazer sobressair a Orquídea em uma mulher nunca mais amará outra, porque nunca mais precisará de outra, terá encontrado a sua alma gémea e a razão do coração bater descompassado.
Como é óbvio isto é uma lista curta, todas as mulheres têm em si qualidades e defeitos. No fundo são um boquet de várias flores, vários perfumes, algumas identificar-se-ao mais com umas do que outras.  Mas a minha intenção no fundo é elogiar a Mulher no seu Todo, temos os jardins à nossa volta tantas vezes e raramente tiramos tempo para apreciar a verdadeira beleza das flores das vulgares às únicas todas compõem o tapete da vida, como alguém disse :
” Sai e vai cheirar as flores, seu perfume é vida”…
Bastardo #69Letras

Sempre foi tudo ou nada

 

12345467_1635108890068175_8756771107133431994_n

Nunca tive explicação para a revolução que causavas em mim.

Só de me lembrar da forma como me seduzias apenas com um olhar, fico fora de mim.
A sensualidade com que te via dançar, os toques discretos e olhares de pura provocação à mistura do nosso amor proibido era a maior tortura… E uma doce loucura.
Foram noites de amor e ódio.

Connosco sempre foi tudo ou nada, não é verdade?


Se começamos, muitas noites em pleno amor e harmonia, também as acabamos no dilúvio das discussões.
Tanto foi dito e tanto ficou por dizer, no quente das emoções.
Mas sabes que mais? Que se lixe o que ficou ou não por dizer!
Seduz-me… Uma, duas, três… Quantas vezes quiseres!
Tortura-me…
Faz-me ciúmes…
Provoca-me o quanto quiseres…
Castiga-me…
Chateia-me até…
Desde que prometas que no final da noite haja Amor e nada mais!


Que a única guerra desde então seja a do nosso amor e que o meu maior infortúnio seja acordar a teu lado até ao final da nossa existência.

KingOfMysteries #69Letras