Cadeado no coração

Quantas vezes abrimos e fechamos a sete chaves o nosso coração? Quantas vezes introduzimos as chaves erradas para abrir o nosso coração? Quantas vezes foram as cópias que utilizamos para mentir ao nosso coração? Foram[…]

Continue reading …

A nossa saudade

Sobre a saudade… É tão profunda quanto viver num sono acordado esperando e ansiando o próximo encontro. É tão doce quanto o sorriso que a memória me causa, tão cinzento quanto o mundo é quando[…]

Continue reading …

A última palavra

Sentou-se junto dela e ficou em silêncio, a olhar as ondas que se desfaziam em espuma na areia branca. Ela também ficou em silêncio. Ele desviou-lhe da cara os cabelos dourados. Ela chorava em silêncio.[…]

Continue reading …

Suspiro…

Pode significar uma infinidade de coisas… Os meus ultimamente sabem à falta que me faz… O enfado que é estar longe, obrigatoriamente longe… As memórias boas que assaltam o pensamento e fazem disparar o coração…

Continue reading …

Olha à tua volta, és feliz?

Ás vezes pergunto-me a mim próprio o que me dói…? O que me dói és tu! É a falta que me fazes! O que me dói são as recordações… as nossas recordações. O que me[…]

Continue reading …

Cuidado! A vida é muito curta para ser pequena

Cuidado, a vida é muito curta para ser pequena. É preciso engrandecê-la. E, para isso, é preciso tomar cuidado com duas coisas: a primeira é que tem muita gente que cuida demais do urgente e[…]

Continue reading …

Liberta-me…

Chega de protelar o viver, deixar para amanhã e não fazer acontecer, de me render às idiossincrasias que me são impostas, as minhas vontades torná-las expostas, não ligando ao politicamente correcto, ou a tudo que[…]

Continue reading …