Espasmos no abismo líquido

Ele está a dois passos de mim… Três segundos e me perdi no verde-outono daqueles olhos. No teu pecado ou no meu? Sigo em frente, ouço passos firmes e rápidos. Ando na direção do meu porto seguro…ele vem à sombra da fumaça do seu cigarro. No corredor passo por quadros que retratam rostos disformes, mãos…

Quero o teu olhar…

Sabes o quanto gosto de ver esse teu olhar quando me vês, sentir-te o prazer nos olhos quando os semi-cerras de tanto desejo, o teu olhar não mente. E ver-nos, sabes tão bem como gosto disso, de nos ver juntos, entrelaçados e rendidos de corpo e alma, como se o amanhã não fosse chegar. Deliro…

Que amor sobrevive por meio do egoismo?

Recordo aquele amor como recordo uma história, lembrança de um sentimento, mas hoje já não fere ou inflame. É uma passagem, uma história, uma no meio de tantas outras já vividas. Se vivi, faz parte de mim! Lembro-me tão bem daquele amor que em tempos me transformou numa super heroína. Era vê-la incansável a mover…