Arquivo de etiquetas: escritores

Miss Lost #69Letras

Eu sou autêntica… 

transparente nas palavras. 

Sem máscara. 

E transmito na escrita por vezes o meu amor pelos outros, 

a minha ira, 

os meus pensamentos, 

os meus sofrimentos, a minha imaginação. 

É como se me libertasse, e tudo ficasse resolvido na escrita…

Tudo aquece com as palavras.

Tudo se transforme na escrita…

Desde cedo que sempre transcrevi para o papel o que me ía na alma, mas nunca partilhei, até então há bem pouco tempo, um autor pelo qual me fascinei, e que vivi momentos na escrita de que me inebriei, fez com que eu escrevesse para os outros e pudesse transmitir a paixão das palavras…

pudesse partilhar a minha salvação, com a escrita.

Assim sou...

Saltam-me pingas de sangue dos dedos Agora que te escrevo!

12523166_1647862772126120_6551801811903766627_n

Podia o sol raiar ao contrário
E uma brisa soar a ventania
Que o meu beijo crava
Os pântanos da tua boca
Os suores do teu abraço
E a escada que transborda a infinito
Debruça na janela
Farrapos de lua
Brilhante como raios
Onde te deitas
e dormes sem medo
Porque sabes que fadas existem
No centro dos tornados…
Saltam-me pingas de sangue dos dedos
Agora que te escrevo!

Ela #69Letras

 

Acordei quando o sol já me aclarava o rosto

12509761_1647609665484764_8662397098328736322_n

Ouves os pardais lá fora?
Aposto que sim, que ouves!!
jurava que no sonho da noite passada
me cantarolavas aos ouvidos
La traviata…
Foram eles, não foram?
Ensinaram-te as notas e os segredos da pauta
De batuta em punho qual bico afiado
Debulharam cantigas
E , sem mais nem menos…
Pediram-te que mas cantasses ao ouvido
no vale dos lençóis,
para que cega fosse
e o único sentido acordado
te ouvisse e sentisse…
Acordei quando o sol já me aclarava o rosto
Na rua, o menino do berlinde jogava…
O jornal debaixo da porta,
as mesmas notícias…
Os pardais partiram com as andorinhas
Uma ” Prima Vera “
escreveu-me!…
Quando voltas??

Ela

 

 

…permite-me o prazer de seres a minha única e eu o teu exclusivo.

12510387_1645109245734806_3800229531509575196_n (1)
Sorrisinho atras de sorriso, olhar penetrante, não faças isso…
Sabes que te quero e isso é o que te faz sentir que podes ter-me quando quiseres e fazer de mim objeto de teu prazer, tenho para te dizer que pode isso ser verdade, contudo há algo que devo avisar-te. Caminho hoje para mais um abismo, apercebo-me agora pois já passei por isto antes, não sei como evitar apesar de já ter caído antes em amores e desamores apareces agora tu com a vontade de ser feliz e eu de completar essa felicidade, somos destinados? Não, ninguém o é, por isso, e por muito menos, sim sou quem procuras e quem estará a teu lado nessas noites de inverno, é em mim que vens buscar o que te falta, e se sem pedires roubaste-me o coração, portanto agora não me o peças e vem para mim, far-te-ei feliz não vai haver comparação para isso, apenas estarás a um passinho da felicidade se comigo te redescobrires e me permitires o prazer de seres a minha única e eu o teu exclusivo.

Ricco #69Letras

 

Estou sempre zangada contigo.

image

Já sei porque estou sempre zangada contigo, porque tanto implico e te trato como se me tivesses “feito algo de mal”, como tanto te queixas.
Tu nao sabes, mas sim, fizeste algo que não devias, que não era suposto e é por isso que te castigo, não o devias de ter feito, não te autorizei.
Aliás, sempre estive na defensiva, fui cautelosa disse-te com todas as letras que sou minha, toda minha, mas mesmo assim nada te demoveu de me roubar.
Não te perdoo por teres roubado o meu coração.
Quem disse que podias? Que eu queria?
Devolve-o. Estou a reivindicar o que é meu. Não quero tu ou outro alguém a segura-lo.

É meu.

Dá-mo.

Devolve-me.

A Vizinha

Os dias passam e eu procuro-te…

4a828c31b978c1e0d3cce7eef5b52d3f

 

Os dias passam e eu procuro-te…
Procuro-te nas sombras que chocam com a minha, e imagino que és tu, (se soubesses a alegria que sinto nesses micro segundos!) mas quando olho para trás, ou para o lado… não te encontro. E esta dor ganha ainda mais força.
Vagueio por aí na esperança de surgir um sinal que me possa dar um pequeno vislumbre de ti.
Um pequeno… uns segundos de ti…
Estás tatuado nas minhas memórias, e sim, posso reviver-te sempre quando e onde eu quiser…
… mas as memórias não têm o teu cheiro e muito menos o teu calor e a falta que tu me fazes provoca-me um buraco no peito que mil amantes não conseguem preencher…
‘ A falta que tu me fazes, ninguém me faz.’
Em silencio e em segredo peço aos céus que te tragam a mim… pelo menos uma vez… uma vez.
Quero olhar para o teu rosto, abraçar-te e perguntar-te se és feliz aí onde tu estás, seja lá onde for.
Ver-te nem que seja por uns segundos, é o presente de Natal que em segredo eu peço aos céus, aos infernos, aos duendes, às fadas, às bruxas e mágicos, e a todos os seres místicos que escritores inventaram com poderes para te trazer de volta à terra… nem que seja por uns segundos.
Não vou desistir de encontrar um sinal de ti, nem de te encontrar em cada sombra, ou de sonhar que quem avisto lá ao longe da rua, és tu a caminhar em direção a mim…

A Vizinha

Fotografia: Via Pinterest

Faltas-me.

11796450_10153193655309132_7825263161170031989_n

 

Imagem: Fabian Perez Artist

Faltas-me a cada música nova que sai, a cada estreia no cinema, a cada noite que se faz.
Faltas-me onde sempre soube que nunca mais conseguiria passar sem.
Faltas-me no meu respirar, no travo dos meus lábios, no calor do corpo, no abraço da minha alma.
Faltas-me no meu mundo que tu o sabias e que dele me escondo.
E não me consigo habituar à tua falta…